sábado, 11 de junho de 2011

FEIRA MEDIEVAL DE COIMBRA

Desde há 20 anos,é um dos melhores eventos da cidade.
Ao que me dizem,dado a minha impossibilidade de lá ter ido,a deste ano foi a melhor de sempre.
Esta questão,faz-me tornar a bater no velho assunto.
A cidade não tem sabido reconhecer a obra cultural desenvolvida por muitos dos seus filhos.
De quando em vez,lembra-se de alguém que fez umas músicas ou escreveu uns poemas.
Tudo bem.Mas,Coimbra cidade não foi beneficiada pelas suas obras e apenas os acolheu de passagem.
Há quem não viva dentro da "torre de marfim" e desenvolva a sua actividade,desinteressadamente,em prol da cultura da cidade.
Em tempos,referi-me a uma grande senhora que partiu sem que alguém reconhecesse o seu grande trabalho.
Referia-me à Dra.Helena Carrington da Costa.
No que se refere à Feira Medieval,temos o trabalho notável de João Fernandes que,através do INATEL tem feito mais por Coimbra que uma mão cheia de vereadores.
Tenho esperança que,com a actual vereadora da Cultura(pessoa de grande valor intelectual e grande conhecedora das tradições e da cultura conimbricense,ela própria neta de uma das mais lendárias figuras da nossa cidade - o Zé Lérias),pessoas com a obra como a de João Fernandes sejam reconhecidas.
Na fotografia,Basilius melhor de ano para ano.
Fotografias  de Jotta Leitão

DIA DA RAÇA

quarta-feira, 1 de junho de 2011

CRIANÇAS

Esta noite,mais de 200 milhões de crianças dormirão na rua.
Nenhuma delas é cubana.
Estranho,não é?!