terça-feira, 28 de setembro de 2010

domingo, 26 de setembro de 2010

SEPARAR AS ÁGUAS

As águas,mesmo de boa qualidade,quando se juntam não desaguam no mesmo mar.
São frequentadas por "peixes" diferentes.

sábado, 25 de setembro de 2010

BRIOOOOSAAAA!!!


Com estes 3-1 sobre o Vitória de Guimarães,a minha Académica subiu ao lote dos segundos classificados.
Este início,ainda sem grande sustentação,vai-me dando alegrias nos pontos e na quantidade de golos que a Briosa tem conseguido concretizar.
E,por histórias antigas,vencer o Vitória de Guimarães tem um sabor especial.
BRIOOOSAAA!

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Elis Regina - Canção da América

JOÃO

Dia de escrever,com dedicatória a um amigo.
Tenho poucos,mas bons. 
O João pertence a esta categoria.
Amizade,solidariedade,disponibilidade sem limites.
Um cavalheiro em todo o mundo por onde tem passado.
Hoje,dia do seu aniversário(suponho que faz 14 anitos),achei próprio deixar-lhe estas pobres palavras.
Como ainda é um adolescente,ao almoço não deixarei de lhe dar nas orelhas...
Um abraço de parabens,João.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

DISPERSOS

EVOLUÇÃO DO PARLAMENTO:DE SALA A CAFÉ
Sinceramente,não parece que haja em Portugal,hoje em dia,situação menos invejável do que a de ministro.
Só uma grande abnegação,ou uma vaidade pueril-talvez a mistura destas duas cousas- pode levar um homem cônscio do seu valor,seguro no seu orgulho,à posição mísera e mesquinha de servir de alvo aos ataques mais grosseiros,às injúrias mais descompostas,sem poder tomar aquela desforra a que em outras condições recorre qualquer homem. 
É que,por virtude do parlamentarismo,o ministro é uma tête de turc sôbre a qual os deputados podem malhar à vontade.Edificante e público espectáculo de respeito pela autoridade e acatamento pelas instituições!
É que o parlamentarismo foi a invenção das altas burguesias da primeira metade do século,quando no regime do censo eleitoral a classe política tinha ainda alguma cousa de aristocrática.
Com o sufrágio universal e o rebaixamento constante do nível político,os parlamentos perderam o carácter de salas ou câmaras,onde se discute cortêsmente,embora violentamente por vezes,para tomarem o carácter de clubes ou cafés onde se injuria e se troça.
Nem se percebe porque há de ser proibido o cigarro e o bock!
De Oliveira Martins,in Repórter,24-1-1888
É um bom aviso!
Não são precisos comentários!   

sábado, 18 de setembro de 2010

SUSANA FERRÃO

APELO
TODOS PELA SUSANA
Bons amigos:
Como é do vosso conhecimento,a minha sobrinha Susana,filha do meu irmão Zeca,tem uma leucemia linfobástica aguda,diagnosticada no passado mês de Agosto.
Iniciou desde então(estamos absolutamente convictos)uma luta contra a doença que irá seguramente vencer.
A Susana vai precisar de fazer um transplante de medula,mas para isso precisa de um dador compatível,o que não é muito fácil de encontrar.
Dar sangue é um acto simples,rápido e indolor.
É um apelo/pedido que vos faço.
O local de recolha pode ser feito nos HUC,no centro de Histocompatibilidade(junto à entrada principal).
Há contudo requisitos a preencher:
Ter entre 18 e 45 anos
Mais de 50 Kg e não ter recebido transfusões de sangue após 1980
Conto convosco.A Susana é o prolongamento natural do pai Zeca.Linda,generosa,amiga,alegre,solidária e com um sorriso radiante.
Vai ganhar esta batalha.A família e a grande legião de amigos,vão ajudá-la a ultrapassar esta fase difícil da sua vida.
Um abraço amigo
Tó Ferrão  

O JACÓ

Um dia,se me apetecer e tiver tempo,direi a origem do nome deste utensílio.
Basicamente serve para despejar o lixo doméstico.
Mas é um multi-usos:lavadinho,serve como poceiro nas vindimas;serve para carregar lenha;serve para encher de água para um duche directo;há quem o utilize para lavar o peixe fresco;serve para enfiar na cabeça quando vem uma grande carga de água;e serve para enfeitar:limpinho e cheio de mosquitos à volta...
É só escolher a utilidade!
O mais certo,mais frequente,é o utensílio ouvir,em tom alto e agudo:
Já estás no jacó!!!

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

A PROBLEMÁTICA DA TARDE BRANCA

Com os mágicos à solta,a tarde não foi fácil...
A tal chibita branca,mesmo presa por uma corda,era difícil de ver e,muito menos,de agarrar.
A esta hora(10 e meia da noite) a tarde ainda não acabou e os militantes ainda procuram a chibita.
Trabalho difícil e exigente de grande esforço físico.
Por razões etárias,desisti cerca das 7 horas.
Há muito que não era obrigado a tão grande esforço físico!
Parecia um exercício de GAM:eu tinha que imaginar a chibita e tentar agarrá-la.
Era indiferente imaginá-la como inimigo ou como um amor a procurar...
Imaginei-a,das duas maneiras.Aconteceu-me sempre a mesma coisa.Mergulhava no Lamas e batia com a testa nas espinhas do bacalhau.Ao fim de algumas horas saí de lá como um Cristo:o corpo cheio de Lamas e a testa cravejada de espinhas...
Parecia um acidente de F 1 !!!
Mas,até vir descansar(que diabo!um homem não é de ferro e tive que vir jantar...) não tinha havido baixas...
A chibita branca continua a ser procurada pelas redondezas!
Como vêem,durante o exercício,estava tudo com um ar macambúzio!
Passaram-se para a Noite Branca... 
Batia com a cabeça no prato,de tanto me rir!!!

SEPARADOR

Preciso de um bocadinho de descanso.
Logo que apanhe a chibita,regresso.
Até lá!
Magia à solta nos campos de Coimbra:apanhar uma chibita,amarrada com uma corda,e ficar com sabor a bacalhau...

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

DÁLIA

Dália era a rapariga mais bonita do Caveiral.
Bonita em todos os sentidos:era amada por toda a gente,por estar sempre disponível para ajudar;desde muito miuda aprendeu todos os trabalhos de campo e,com sua avó,aprendeu os segredos da boa cozinha;estudou enquanto lhe foi possível,ao mesmo tempo que se tornou uma estrela da Filamórnica,dos Bombeiros e dos bailaricos.Com ajuda do senhor padre,terminou o Liceu e candidatou-se à Universidade.
Ela e o namorado,o Asdrúbal,eram o casal mais bonito do Caveiral.
O Asdrúbal,filho de boas famílias,lá foi estudar Medicina para a grande cidade.
Dália,filha dos caseiros da grande família,poderia ir para uma Universidade mais afastada do Caveiral,o que implicaria despesas incomportáveis.
Assim,Dália resolveu abandonar os estudos e ir trabalhar.
Foi para a empresa dos pais do Asdrúbal e recomendada especialmente ao gerente,o Natário,que Dália tratava cerimoniosamente por "Dr."Natário.
No escritório,Dália aprendeu a tirar cafés,fotocópias e o lixo do chão.As duas senhoras que lá trabalhavam,quase nos 40 anos,nunca a trataram como colega.
Dália era uma espécie de rapariga da limpeza e dos recados,que estava ali por caridade do tal "Dr."Natário.
Dália andava triste.Asdrúbal nem nas férias aparecia...
O que é certo é que Dália espalhava alegria e nem o Natário resistiu!
Dália,a pretexto dos cafés,passava mais tempo no gabinete.Ia aparecendo com roupas novas e bonitas.Logo ela,a quem qualquer trapo assentava bem...
Passou a ter horários diferentes:entrava muito mais tarde(transportada pelo motorista do Natário) e deixou de fazer limpezas.
Do gabinete,chamava uma "velha" e,com natariana autoridade,ordenava-lhe que lhe fosse comprar cigarros...
Um dia Dália "apareceu" estranhamente gorda e começou a ter vómitos...Uma das "velhas" mandou-a levar a casa(a casa do Natário) e a Dália desapareceu por uns tempos.
O Natário andava intratável e pior ficou quando uma inspecção na empresa lhe fez perguntas sobre a contabilidade...
Dália,no Hospital,trazia uma filha à luz do dia.
Questionada sobre o pai falou no "Dr."Natário.
Mandado chamar,o Natário já não apareceu.
A empresa tinha falido e o homem desapareceu...
Abreviando:
Soube-se mais tarde que Natário tinha sido morto num país africano quando se envolveu em mais um negócio para aldrabar alguém.
Asdrúbal é um cirurgião altamente cotado na comunidade gay de um país sul americano.
Dália,ajudada pela filha,é uma das poucas habitantes do Caveiral,vivendo na velha casa de granito dos avós e fazendo agricultura de subsistência.
Tem a sua horta,o seu porco e as suas cabras.
Continua a ser uma mulher muito bonita.
A filha,este ano,é caloira de Medicina numa Universidade pública.
Um beijo,Dália.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

AVENTAL EVENTUAL

Um novo blogue brasileiro,da responsabilidade de Gerson Deslandes e Drica Voivodic,que nos traz os prazeres do fogão e de uma boa fofoca à mesa da cozinha.
Visitem-no em
www.aventaleventual.com/

terça-feira, 14 de setembro de 2010

MIMAR

Este belíssimo projecto está a funcionar.
Infelizmente,as demoras burocráticas têm atrasado o Protocolo com a Segurança Social.
Ao que me dizem,a partir de Outubro já não há dinheiro que permita o funcionamento.
Vamos fazer força pela MIMAR!

domingo, 12 de setembro de 2010

BRIOOOOSAAAA!

A minha Académica,em Coimbra,ganhou à Naval 3 - 0.
Claro que é normal.
Mas as minhas expectativas foram iludidas.
Com este calendário de jogos,e depois de no primeiro termos ganho ao Benfica,esperava ao fim de 4 jogos ter 12 pontos.
7 pontos sabe-me a pouco!
Arranca,Briosa!

Rosa sem cor

Um Abraço.
Dias.

AMIGOS

Nunca precisam de pedir solidariedade.
São poucos,mas bons.
Estamos sempre do mesmo lado,sem reservas.
Foto de MC

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

PEQUIM - PARIS

Durante 37 dias,alguns velhos automóveis percorrerão 14.000 quilómetros,fazendo a ligação Pequim - Paris.
Entre eles,estará este velho Bentley 3 1/2 Park Ward,de 1935.
Fotografia de Peter Trebitsch/EFE

terça-feira, 7 de setembro de 2010

domingo, 5 de setembro de 2010

A PREGUIÇA DE AGOSTO...

Ainda se mantem.
Lembro todas as mimalhices de que fomos alvo e só me apetece estender,ouvir música e recordar...
Qualquer dia,o mais tarde possível,regressarei à normalidade.
Por hoje,aqui deixo as nossas companhias de venturas.
Beijo a todos.