sábado, 28 de fevereiro de 2009

CARNAVAL 2009



Carnaval? O que é isso? Ah, um bloco de 20 mil pessoas encharcadas de cerveja e pulando pelas ruas da zona sul do Rio de Janeiro durante uma semana, mijando em todos os postes, automóveis, jardins, muros, portarias de prédios sem porteiro, bancas de jornal, portas metálicas de lojas fechadas e por aí vai. O bloco passa e o cheiro de urina invade os lares e narizes sobreviventes. Apesar de ainda tímicas, as meninas - algumas já passadas dos 50 - começam a seguir o exemplo masculino, aumentando a inveja do penis e deixando cair seu liquido precioso nos meios fios, entre dois carros. Nós também começamos assim, atrás de árvores, postes, muros, becos. Agora virou zona. Mas não era desse jeito. Comecei a gostar de carnaval de rua quando inventaram a Banda de Ipanema. Era minha única diversão carnavalesca.Vária
s bandas surgiram e desapareceram depois dela que continua até hoje, num desfile da democracia social, sexual, religiosa, futebolística etc. As demais bandas sumiram na poeira de confetes. Durante anos brinquei na Banda de Ipanema - hoje já se está acostumando a dizer "desfilei no bloco tal", como se diz nas escolas de samba. Não me lembro de ter mijado em nenhum poste, nenhum carro, nenhum muro. Os botequins não fechavam seus banheiros para os foliões, a banda passava pela principal rua do bairro e o comércio ficava aberto. Se a coisa ficava preta, uma corrida até o mar resolvia a questão e ainda nos refrescava - voltávamos com as forças renovadas! Depois fiquei alguns anos fora do Rio e quando voltei a Banda de Ipanema já estava gigantesca demais para o meu gosto. E os blocos? Sempre existiram e foi graças a eles que a tradição do carnaval se consolidou. Alguns deles foram a origem de escolas de samba, outros continuaram blocos, como o Bafo da Onça e o Cacique de Ramos. Os novos blocos, em seus primeiros passos, ainda permitiam brincar o carnaval com alguma qualidade. O "Simpatia É Quase Amor", que acompanhei no início, completou 1/4 de século com mais de 20 mil pessoas na rua. Há alguns anos eu prefiro aquela rede de que tanto falo, a Cachoeira das Antas, a conversa com Dona Zezé e a beira do fogão de lenha. Acompanho de longe o engarrafamento das ruas, a violência, a falta de respeito pela propriedade alheia e pelos bens públicos, o caos urbano em que se transformou o carnaval. Acho que vou procurar os livros do Burns para relembrar as quedas dos impérios através dos tempos - tudo isso está me deixando um gostinho de déjà-vu!

SEGURO DE SAÚDE


Já fez o seu?!

GAIVOTA DO MONDEGO


Mais uma belíssima fotografia de António Dias.

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

A JUSTIÇA


Mais uma boa malha de Eneko.

BANQUEIROS COM CARTÃO


Quando era miudo,as putas tinham cartão de sanidade...
Os banqueiros,esses,não faço ideia,mas se calhar nem precisavam de Bilhete de Identidade.
Bastava o terem aqueles nomes de nobreza,um capital suficiente e abalançarem-se ao negócio...
O negócio do dinheiro,na tradição jurídica católica-apostólica-romana era permitido aos judeus.Porque era moralmente reprovável,eram detentores exclusivos do direito de usura.Daí,talvez,os ódios que provocaram as guerras.
Passaram a existir novos banqueiros,uns judeus outros nem por isso,mas que mantiveram a tradição de credibilidade e respeitabilidade.
Cartão?!
Se calhar,não tinham...
Começou a aparecer a concorrência de vão de escada:lembram-se da D.Branca?
A senhora foi presa e morreu,porque não tinha "cartão" de banqueira.
Mas ensinou aos novos banqueiros como se fazia o negócio.
Estes sim.
Com "cartão",abriram bancos e orientaram - se com o dinheiros dos palermas dos clientes,geriam-lhes as fortunas,pagavam juros altos...enfim,um sempre-em-festa!
Quando a coisa deu para o torto,porque têm "cartão" já não vão presos e nós,contribuintes,vamos pagar os prejuízos e até o "cartão"...
As antigas putas tinham cartão de sanidade,estavam "matriculadas" mas,ao contrário destes "banqueiros",sabiam tudo sobre ética e moral!
Até a D.Branca sabia o que era isso e assumiu responsabilidades.
Que eu saiba,nunca tive que pagar os prejuízos dos investidores da D.Branca!!!

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

EARTH WATER


É um projecto de solidariedade a nível mundial.
Arrancou esta semana em Portugal.
A água embalada EARTH WATER é o único produto no mundo com o selo do Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados(ACNUR),revertendo os seus lucros a favor do programa de ajuda de água,daquela instituição.
O preço de venda ao público(PVP) é de 59 cêntimos.
Com 4 cêntimos,o ACNUR consegue fornecer água a um refugiado,por dia.
Todos os dias morrem 6.000 pessoas devido à falta de água potável,e destas 80% são crianças.
A cada 15 segundos morre uma criança,devido a uma doença relacionada com a água.
VAMOS ALINHAR NA EARTH WATER!

COMBATE À CRISE



A crise,quando nasce,é para todos...
A Rolls-Royce também foi obrigada a encarar este "mau tempo".
Lançou um automóvel baratinho,acessível à classe média,que faz um "vistaço"!
Nunca se sabe se,no próximo ano,não será o carro eleito pelo Presidente da Câmara perto de si.
O preço final ainda não está determinado.Os especialistas dizem que,números redondos,deve andar pelos 200.000 dólares.
Por esse preço,nas nossas ruas e nas nossas estradas,vamos ter uma inundação do novo modelo: o 200 EX !!!

domingo, 22 de fevereiro de 2009

Oh...bama,isso faz-se?!


Aqui fica o artigo dominical de Sérgio Ferreira Borges.


Desta vez,SFB deu-nos uma prenda:aquilo em que ele é mesmo bom!


Talvez que o senhor Sheffer não tenha gostado,mas o homem andava a precisar de levar nas orelhas!


E o Quirguistão??!!


E,se os Açores enveredassem por essa??!!


Oh...bama,oh...que linda rama...


Um abraço,Sérgio.

sábado, 21 de fevereiro de 2009

CONFUSÃO


Pois!

FREEPORT E NOMES


Ao longo da vida,na minha estadia noutro continente,deparei-me com nomes bizarros:
Filho da Virgem
Óscar Carmona de Salazar
Cem Angolares
Nomes que,hoje,não seriam aceites no nosso Registo Civil.
Através dos jornais,com título de 1ª página,fiquei a conhecer um outro nome:
Tio de José Sócrates!
Quem terá posto o nome à criança??!!
Será que se perde o direito à identidade?!
Declaração de interesses:não sou apoiante de José Sócrates.

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

CARNAVAL E MINISTÉRIO PÚBLICO

Em todas as actividades,há bons e maus profissionais...
Os senhores delegados do Ministério Público,suponho que se chamam "procuradores",procuram mas não acham nada!
Os processos mais conhecidos do público,além de serem demasiado morosos,acabam por ser anulados por vício de forma.
Foram mal instruidos,com provas obtidas de forma ilegal...
Os "procuradores" são alvo de inspecções ao seu próprio trabalho...
Têm tempo para a televisão,mas falta-lhes tempo para trabalharem!
Agora,a sua maior preocupação é o Estatuto do Ministério Público e a movimentação de "procuradores"(novos e velhos).
Claro que as fugas de informação se tornaram mais fáceis.
Não sei se o Senhor Procurador Geral da República ainda ouve "barulhos esquisitos" no seu telemóvel...
Registo que João Palma,secretário-geral do Sindicato de Magistrados do Ministério Público,sobre a grande preocupação causada pelas alterações ao "Estatuto",dizia há poucos dias:
"Esperamos que o movimento seja feito de acordo com um regulamento prévio aprovado pelo Conselho Superior do Ministério Público,que estabeleça critérios objectivos para a colocação de magistrados nas novas comarcas,de forma a conferir um conteúdo constitucional,na medida do possível,às normas do Estatuto do Ministério Público recentemente alteradas."


Os "procuradores" andam demasiado ocupados com o Estatuto!
Por isso,mesmo sem querer,entram em brincadeiras carnavalescas!
A senhora "procuradora" de Torres Vedras,censurou e mandou retirar uma das alegorias...
Com uma celeridade nunca vista para o crime!
Afinal,é proibido "malhar" no computador Magalhães!
É proibido,mesmo no Carnaval,"exibir" um testículo do Cristiano Ronaldo!!!
Tenham tino,senhores Procuradores!
Atão não é que a senhora Procuradora recuou e atinou??!!


CONFRARIA DO BOM APETITE





Nesta 4ª feira,foi o almoço mensal da nossa Confraria do Bom Apetite.
Não pensem em bebedeiras porque,depois do almoço,a maioria vai trabalhar!
Começámos a afinar o paladar com um bom Favaios e com um "cai bem".
Depois,entrámos com um belíssimo paio caseiro,alentejano,acompanhado com queijo de Nisa.
Passámos rapidamente ao "sustento"!
Desta vez,porque está a acabar a época de caça,fomos para as aves (caçadas no campo,por dois dos confrades):
Começámos pelos tordos grelhados,até lamber os dedos;
passámos às perdizes estufadas,com couve lombarda.
Como é hábito acompanhámos com o tinto de Lamas.
Sobremesas:mousse de chuculate(é mesmo assim...),doce de amêndoa com ovos,baba de camelo...
Houve quem reclamasse pela falta do arroz doce!
De notar que,desta vez,votámos a admissão de um novo confrade.
João Moura entrou por unanimidade e com grande prazer de todos os confrades.
No final ainda tivemos tempo para fazer apostas (1 euro) sobre o resultado do derby Sporting - Benfica (a maioria deu a vitória ao Benfica) e uma renhida partida de sueca!
O novo confrade mostrou outro dos seus dotes:depois de estar a perder 4-0 (com o seu parceiro,é claro),recuperou e ganhou!
Também foi decidido fazer um Torneio de Snooker entre os confrades.Já há taça e tudo!
MONUMENTAL!!!
Nas apostas (recolha de fundos da Confraria),também havia quem desejasse que perdessem os dois!Tiveram que votar no empate!!!
Esta parte devia ter sido escrita a azul!!!

NOITE NEGRA


Por motivos alheios à nossa vontade somos obrigados a esta interrupção.
Com pedido de desculpas,o programa voltará dentro de momentos...

COIMBRA : METRO


Na velhice temos sonhos estranhos...
Até sonhamos com o tempo dos nossos trinetos!
Atão não é que,já caquético,surdo e meio cego me deu para "inaugurar" um percurso do metro?!
Entrei aqui,junto a casa,na estação da Praça da República e queria ir comer um bolo de Ançã!
Meti-me no "metro" errado...
Aquele,ia para a Sertã,mas poderia mudar na Lousã...

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

AQUECIMENTO GLOBAL




Uma secção de 14.000 kms quadrados,duas vezes o tamanho do País Basco,desprendeu-se e partiu-se da plataforma Wilkins,na península antártica.


In 20minutos.es

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

domingo, 15 de fevereiro de 2009

E O CASAMENTO ENTRE PESSOAS SEM SEXO...?


O artigo de Sérgio Ferreira Borges,no Diário de Coimbra de hoje.

Vale a pena ler.

SFB prevê a próxima questão "fracturante"...

Ele tem razão :com tanto circo,só há que imaginar novas distracções!

Um abraço,Sérgio.

WORLD PRESS PHOTO 2008


Uma belíssima fotografia de Tomaz Gudzovaty/Yours Gallery/EFE

sábado, 14 de fevereiro de 2009

CO-INCINERAÇÃO


A justiça "embirra" com Sócrates...

DIA DE NAMORADOS


Para mim é um "dia" relativamente recente.

Nem sei bem quem seja esse tal de São Valentim...

Todos os dias são dias de namoro,cada um com as suas possibilidades...

Já publiquei a fotografia que ilustra este poste,com o nome de "Carinhos".Mas parece-me que se ajusta bem,na minha perspectiva,a esta data.

Um beijo.

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

VIAGEM DO CORAÇÃO

Não sei o que dizer de Viagem do Coração, cujo arranjo de André Neiva ficou um luxo só, com seu contrabaixo fretless e o sax-alto de Zé Canuto. Um samba-canção com total influência de Jobim, que compus no meu apartamento no bairro de Santa Tereza, numa noite de temporal, daquelas de deixar os guarda-chuvas de pernas pro ar. Tem gente que adora a canção, outros nem tanto.Fica por conta da viagem do coração cada um.


VIAGEM DO CORAÇÃO

Música e Letra: Gerson Deslandes
Vocal: Beth Rego e Simone Guedes
Violão Nylon: Gerson Deslandes
Bateria: Fernando Seixas
Teclado: Kiko Furtado
Baixo Fretless: André Neiva
Saxofone: Zé Canuto
Produção: André Neiva

Diz
O que é ser feliz
Se o amor quando vem
Sempre é por um triz
Um banho de mar
Na escuridão
Um trem
Que não encontra estação

Chuva de verão
Sonho
Foi só um sonho
Uma viagem do coração
Hoje
Na solidão
Mais uma vez
Vou abr
açar o violão
Abri as portas d
a casa
Deixei o amor entrar
Sem criar
caso
Mas junto do amor
Veio essa dor
E essa rima
Não existe po
r acaso
Linda paisagem
Que afinal

Era miragem
Um banho de mar
Na escuridão
Viagem do coração


PERNA CURTA

É engraçado esse negócio de parcerias. Antes de ter um parceiro, fazias minhas primeiras músicas com temas coloquiais, como o elevador, o aniversário, o por do sol no Leblon da minha infância e adolescência, nos anos 60. Mas não mostrava pra ninguém, porta do quarto fechada, timidez quase beirando a vergonha. Quando um amigo, Cleston Teixeira, me perguntou se eu não queria colocar letra numa de suas músicas, enorme, eu aceitei na hora e viramos parceiros. Acho que nunca monstrei a ele as canções que já fazia no bolso do quarto, quase no fundo do guarda-roupa (e aí, o trema treme ou não treme?). Cleston mudou-se para sumpaulo e fiquei alguns anos compondo sozinho ou com poemas de minha namorada, a poetiza Ula Alvarez. Mais tarde, conheci o José Carlos Mello, e fez-se mais uma parceria, inicialmente cumprindo o papel de letrista e depois dividindo também a criação das melodias. Às vezes, Mello ficava horas tocando um baião, que ele chamava de "raga nordestino", composto quando morava na mesma república que o compositor paulista Passoca, nos tempos de faculdade em São José dos Campos. Ouvi tanto esse raga que acabei colocando a letra e o baião virou Perna Curta. Só vim conhecer o Passoca uns vinte anos depois, quando veio ao Rio fazer um show de lançamento de seu excelente disco Breve História da Música Caipira, obrigatório para quem ouve a sério a música desse país. E essa foi a única vez que encontrei esse parceiro. Perna Curta foi gravada pela cantora mineira Aline em seu primeiro disco independente. O mesmo ocorreu com a atriz, modelo, escritora, poetiza e cineasta Bruna Lombardi, de quem eu musiquei uns 10 poemas de seu livro Gaia mas nunca tive a oportunidade de mostrar-lhe. Já pertenço à sua comunidade no Orkut mas nunca tive resposta sobre um local para mandar-lhe um CD com as nossas parecerias. Quem sabe um dia ela faz uma pesquisa e lê isso aqui?

PERNA CURTA
Música: J.C.
Mello e Passoca
Letra:
Gerson Deslandes
Vocal: Beth Rego e Simone Guedes
Violão Nylon: Gerson Deslandes
Guitarra: Nito Lima
Bateria: Fernando Seixas
Teclado: Kiko Furtado
Baixo: Paulo Rocco
Percussão: João Ayres
Produção: André Neiva


O dia é mudo mas a noite faz discurso
O muro é alto mas é feito de papel
Teu fogo é chama
Que só queima a superfície

Tua chuva molha pouco
Porque não chove do céu

Teu vento é brisa,
Morro teu não dá crioulo

Teu cheiro é forte
Mas não chega a entorpecer

Teu mar é doce, tua farinha não dá pão
Teu fermento não dá bolo,
Não tem força pra crescer


Esse meu canto retalhado no meu peito
É sinal de que estou feito,
É sinal que dou trabalho

Não me serve de telhado,
Muito menos de agasalho

Mas estanca o navalhado
E sossega o teu chocalho

Teu cala a boca não me cala o coração
Tenho pimenta nos olhos,
Minha língua é meu facão

Tu abre o olho,
Formigueiro não se chuta

Mentira tem perna curta
Inda vou te ver no chão.

A ARTE DO ENGODO


Os políticos,aprendizes de pescador,cada vez utilizam mais o engodo.
O povo,como os peixes,sente-se atraído pelo engodo(junto ao anzol) e esquece-se de tudo o que é importante...
Vai no engodo!
O Governo inventou uma questão fracturante:casamento de pessoas do mesmo sexo!
A oposição responde com as "trapalhices" do 1º Ministro!
Tudo corre bem.
Os "engodos" funcionam:tudo o que é aldrabice de BPN,BPP e afins fica para outra altura;tudo o que são os problemas do povo:desemprego,pobreza,insegurança,saúde,ensino,justiça,etc. também ficam para outra altura.
Agora,o que é prioritário,é saber se o Sócrates é "pinóquio" e se devem ser incluidos,nas leis da família,os casamentos entre pessoas do mesmo sexo.
Mais uns meses,andamos a discutir se o queijo da Serra deve ser feito com leite de zebra!
Vamos no engodo,mas PAGAMOS!

Em 13 de Fevereiro deste ano já era uma boa "análise"...

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

CARINHOS


Uma fêmea pinguim imperador incuba o ovo que pôs no domingo passado,em Nanjing(China).

In China Daily/Reuters

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

SAMPAIO VISTO POR SARAMAGO


Gosto de ler O CADERNO DE SARAMAGO.
Jorge Sampaio,o nosso último grande Presidente,aparece referido por Saramago com uma ternura cativante.
Talvez porque sejam homens de outro tempo,a verticalidade,a honra,o pudor são referências comuns.
Saramago lembra a campanha eleitoral para a Câmara de Lisboa,em 1989,em que ambos foram eleitos:Jorge Sampaio para Presidente da Câmara e José Saramago para Presidente da Assembleia Municipal.
Refere o pudor de ambos,em plena campanha,para pedir à população que votasse neles!
Era um constrangimento inultrapassável...
A população reconheceu homens bons,dignos e livres e votou neles.
Sobre Sampaio,Saramago escreve: "Não há palavras falsas,podemos fiar-nos no que diz porque é o retrato do que pensa".
Ou seja,quando me lembro de Sampaio,não me acontece ter que "bater" uma placa de 5$00 para ver se soa a froucho!
A fotografia foi "picada" no blogue "O Caderno de Saramago"

domingo, 8 de fevereiro de 2009

A INFELICIDADE DE SÓCRATES


A habitual acutilância de Sérgio Ferreira Borges,no Diário de Coimbra de hoje.

Será que SFB acerta na previsão?

Será que os trogloditas vão dar uma volta?

CRIMINALIDADE : Senhor,tende piedade de nós!


Ajuda-me,Senhor!
Deixa-me obrar sossegado!
Que alívio...
Que venham,agora,os "assaltantes" e me falem,de preferência calmamente,dos temas prioritários como a regionalização,o casamento de pessoas do mesmo sexo,o TGV,o aeroporto de "Lisboa" e o contributo patriótico para o Migalhães...
Lá foi mais uma "andorinha"!

sábado, 7 de fevereiro de 2009

SONDAGENS da costa...


Se o futebol "acabasse" hoje,a classificação estava "feita":
FCP 40,3%
SCP 29,1%
Outros
Outro 10,1%
Outro 8,8%
Outro 6,9%
Fora disto,ficaram os que não responderam,ou disseram vão pró c...
De notar que a soma dos "outros" não põe o 2º lugar em causa!

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

TARSILA DO AMARAL


Na Fundação Juan March (Madrid),a primeira exposição individual desta pintora brasileira.

Fotografia de Kote Rodrigo/EFE

A MAIOR CORTICEIRA DO MUNDO


A maior corticeira do mundo,propriedade do homem mais rico de Portugal,anuncia 193 despedimentos.
Não porque esteja em dificuldades.
Apenas,antevendo a "crise"...
O mercado da rolha tem estado a caír...
Admite-se que os resultados de 2008 sejam ligeiramente inferiores aos de 2007:um resultado líquido de 23,245 milhões de euros!
Tem uma atenção para com os despedidos: no primeiro ano,manterá o cabaz de Natal e o seguro hospitalar!!!
À cautela vai despedindo!!!
Votos de boa saúde,Dr.Amorim.

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

150.000.000.000 EUROS


Para quem gosta de números,aqui fica o valor a dívida portuguesa!
Cada um de nós,queira ou não,goste ou não,deve 15.000 Euros!

MAIACETUS INUUS


Esta a imagem de um macho,cujos restos fossilizados foram analisados na Universidade de Michigan.


Este animal poderá ter sido o antecessor das baleias,dadas as suas características morfológicas.


Reuters/John Klausmeyer/University of Michigan Museums of Natural History


In 20 Minutos.es

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

DESEMPREGO


Para lá do mau tempo,das crises a todos os níveis,Portugal continua a ser habitado por portugueses.
Têm o defeito de não ser um número!
Limitam-se a ser pessoas!
O Governo,como lhe compete,está atento aos tempos que correm.
Viu que,todos os dias,são encerradas várias empresas e milhares de cidadãos ficam no desemprego...
Mesmo empresas,com grandes incentivos financeiros e com obrigações a cumprir,de um dia para o outro,desmontam a tenda e vão-se embora.
Duvido que,mesmo o Governo,saiba o número de desempregados existente.
A minha dúvida é sustentada pela ignorância que o Governo tem manifestado,ao não saber o número de funcionários públicos existentes...
De qualquer modo,o encerramento de empresas está a um ritmo impressionante e o Governo resolveu agir:disponibilizou 580 milhões de euros,para o combate ao desemprego.
É uma verba impressionante,embora seja uma migalha comparado com o que enterrou,para "salvar" dois bancos privados,em nome da "economia nacional".
Neste caso,ao que se sabe,há um "banqueiro" em prisão preventiva e dezenas a assistir,no seu sofá,ao que se irá passar!
Mas falemos nos tais 580 milhões de euros.
Serão criados 400 gabinetes,para distribuir os 580 milhões.
Se,por acaso,cada gabinete for constituido por 3 desempregados,quer dizer que,temporariamente,1.200 desempregados tiveram trabalho.
Mas 580 milhões é um número impressionante!
E as pessoas?!
Sim.As pessoas que estão desempregadas.
Não são números!
São pessoas!
Os números,esses do dinheiro,sempre serviram para nos enganar!
Despejam muitos milhões na saúde,e não há saúde.
Despejam muitos milhões na educação e é melhor nem falar...
Despejam milhões na justiça e ainda não chegaram para os legisladores saberem escrever leis,de modo a que os cidadãos as percebam e os juízes as saibam interpretar.
Despejam milhões na segurança interna e!!! Segurança?! Só nos "apanhados"...
Têm que perceber o básico: os milhões que despejam,porque são de nós todos,têm que ser úteis aos cidadãos,pessoas deste País!
Se for só uma questão de números,até podemos dizer que vocês são demais!

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Free ... porcos!


Pois. Mudou o mês e,ainda por cima,a um domingo!
Acalmem-se companheiros.
Apenas tive um atraso.
O artigo do Sérgio ficou para mais tarde.
Mas,digam-me lá:não valeu a pena a espera?!
SFB confirmou o que sabíamos: o "rapazola" continua à solta e,pelos vistos,continua a ter "compradores"...
Convenhamos,SFB,José Sócrates já devia ter tomado conta da "agenda" e,por todos os motivos e mais alguns,não a deixar ao alcance do "rapazola"!

domingo, 1 de fevereiro de 2009

GOIABAS

Vista aérea do Canal do Jardim de Alá quando chega na praia -
é bonito, é bonito...
como dizia Caymmi do mar da Bahia.

Na esquina de Av. Epitácio Pessoa com Rua Visconde de Pirajá, na fronteira de Ipanema com o Leblon, fica o Jardim de Alá, que se estende nas margens do canal que liga a praia de Ipanema à Lagoa Rodrigo de Freitas. Um dos mais bonitos espaços públicos do Rio de Janeiro, infelizmente também um dos mais abandonados. Existem razões para tal abandono, mas fica para outra postagem. Na esquina mencionada não tinha nenhum clube cheio de mineiros cantando, mas sim um bar chamado Garden, que era uma espécie de nosso escritório. Era um excelente restaurante, não era badalado como os bares de Ipanema ou Copacabana, tinha um chope honesto e garçons pacientes. Ele ainda existe, agora mais sofisticado, com a varanda fechada para os passarinhos que cantavam quando o sol chegava ou ia embora. Certa noite cheguei ao Garden e fui presenteado pelo meu parceiro Mello com um poema que ele havia escrito e não estava animado para musicar. Peguei o papel datilografado, coloquei na bolsa de couro que sempre me acompanha e continuamos a noite etílica, que parceria não se discute na frente de estranhos, é coisa séria e particular entre os parceiros - os demais são estrangeiros nessa praia. De madrugada, ao chegar em casa, peguei o violão para me lembrar de uma canção que estava compondo há alguns dias e... É isso mesmo que você pensou, caro leitor: a letra casou direitinho com ela. Fiz apenas uma inversão de frase, mais pelo sentido do que pela melodia, e incluí o refrão final, que até hoje me causa dúvidas quanto à necessidade da letra.



Música: Goiabas
Autores:
Música: Gerson Deslandes
Letra: José Carlos Mello
Vocal: Beth Rego e Simone Guedes
Violão Nylon: Gerson Deslandes
Violão Aço e guitarra: Nito Lima
Bateria: Fernando Seixas
Teclado: Kiko Furtado
Baixo: Paulo Rocco
Percussão: João Ayres
Produção: André Neiva

GOIABAS

Pra onde foram os gritos

Os gemidos e ais

Das noites quentes

De verão

E o sussurro do vento?

Olhos em brasa, faróis

Um frio no coração

E se lembra das noitadas

Do pula-muro e tropeça

Das goiabas

De São João

Do guarda-noturno apitando

O trem da noite mostrando

A tua rota de fuga, ladrão

Cães latindo, latindo bem longe

Cacos de vidro no chão

Sutiã cheirando a Phebo.

Quem falou mais alto

E calou tua cancao

Quem roubou a festa

Quem matou seu coração