sexta-feira, 24 de agosto de 2007

MAIS UMA PAUSA


Durante uns tempos vão deixar de me aturar.

Uma temporadazita entre pinheiros mansos e mar estava a fazer-me falta.

Até qualquer dia!

quarta-feira, 22 de agosto de 2007

A NOSSA SELECÇÃO


A nossa selecção anda a sofrer de qualquer coisa!

Será o ordenado que é baixo?

Será greve de zelo?

Se nem sequer tentam jogar,porque é que se queixam do relvado?!

O seleccionador,de facto,tem grandes abertas na cabeça...

Ao menos aprendam a vontade do "seleccionador" Paolo Pellegrin e perceberão que não há falta de relvado que obste ao querer e à vontade de vencer dos "jogadores" da Libéria.

Aprendam a honrar a camisola que envergam,jogadores e equipa técnica!

F.NIETZSCHE


Para os amigos falsos
Roubaste,diz-mo o teu olhar impuro-
E não foi,como dizes,apenas uma ideia.
Quem teria de modéstia um tal descaro?
Toma lá inda mais esta mancheia-
Toma TUDO o que me é caro-
Nisso te ceva,porco,até que fiques puro!


Tradução de Paulo Quintela,Centelha,1981

segunda-feira, 20 de agosto de 2007

PAPARAZZI


Uma das melhores desta noite!

Conseguem imaginar um batalhão de "paparazzi" a "descobrir" onde o Dr.Seara passa as férias?!

Difícil,seria "descobri-lo" a trabalhar na Câmara!

Em qualquer caso,acham que ele poderia ser um alvo de "paparazzi"?!

Eh!Eh!Eh!

AMBIENTALISTAS


Estes não foram os ambientalistas que,num gesto heróico,deram cabo de um campo de milho...

OS PORCOS


Este Agosto anda diferente...
A nossa sorte é que de vez em quando chove um bocadito.
A chuva,sempre nos ajuda a limpar alguns salpicos de lama que os porcos vão espalhando desatinadamente.
Alguns,coitados,já nem para iscas dão!

sábado, 18 de agosto de 2007

O FURACÃO DEAN


O Dean é o primeiro furacão,aliás ciclone,da época.
Já deixou um morto na Martinica e outro em Santa Lucia,a par de alguns feridos.
Esta noite as coisas estarão muito "bravas" em Puerto Rico,República Dominicana e Haiti.
Supõe-se que o desenvolvimento,após Jamaica e Cuba,será em Iucatán e Texas.

sexta-feira, 17 de agosto de 2007

MIGUEL TORGA


Agora,passada a homenagem de que o Governo esteve ausente,vamos lá falar do "monumento" ou da "memória"(o que lhe queiram chamar),com assinatura de arquitecto e tudo!

Dois professores catedráticos,no dia da homenagem,já davam ideia do que era a "obra"!Um dizia:"roubaram a estátua,logo no primeiro dia";outro dizia que:"um critério de uma obra de arte,pode ser a simplicidade.Nesta parece haver simplicidade a mais...".

Para quem nunca viu a "obra",é difícil descrever mas vou tentar!

Se não a procurarem,e bem,só por acaso é que a descobrem.

Vamos lá então:

Você está na margem direita do Mondego,logo a seguir à Ponte de Santa Clara(para o lado da Estação Nova).Tem um "passeio" tipo "calçada",só de pedras brancas.De repente,aparece-lhe o chão a preto,num estreito corredor,entre a estrada e o rio.O mais certo será você passar por cima daquilo(se for um bocado atento,ainda pensará por que diabo "plantaram" ali aquelr xisto!) e nem olhar para o lado do rio:esssa "coisa" de xisto,prolonga-se para cima do rio,num parapeito um bocado despropositado e com umas letras enormes e incompreensíveis que formam: TORGA

Hoje quando lá passei,estava de "guia" um tipo já completamente instalado numa cadeira de rodas,que é chato como uma carraça,que diz que espera "apoios" para fazer um mestrado sobre Torga e,entretanto,vai cravando os incautos.

Levem lá cigarros ao senhor!

Ele tem um "lança chamas".

Tem pelo menos a vantagem de dizer às pessoas que,aquele corredor de xisto,é um monumento a Torga!

quarta-feira, 15 de agosto de 2007

RELIGIÕES


Hoje,15 de Agosto,feriado nacional e religioso,lembrei-me de uma história vivida por minha mulher e por mim,nos finais dos anos 80 e que penso valer a pena partilhar.

Fomos pela primeira vez visitar a Jugoslávia e por lá andámos,duas semanas.

Antes da guerra,claro.

No dia 15 de Agosto desse ano,fomos visitar uma cidade bósnia cujo nome já não tenho bem presente(as próprias fotografias também nada têm anotado) e não dou palpites,para não dizer asneiras.

O que importa é a história do que se passou.

A cidade pequena é bastante bonita.

Reparámos numa mesquita,em hora de culto.

Já tínhamos visitado algumas,em vários países,mas mesquitas desactivadas:monumentos abertos para visita,mas sem culto.

Pensámos visitar aquela mesquita durante o culto,porque vimos que alguns turistas,que pertenciam ao nosso grupo,se dirigiam para lá e após uma breve troca de palavras com quem estava à porta,entravam.

Então decidimos tentar entrar.

Lá falei com quem estava à porta e,sem qualquer problema,fomos conduzidos a uma pequena saleta onde nos deram a conhecer as regras da visita:lavar,descalçar sapatos,etc.Foi-nos pedido que tivéssemos alguma contenção em fotografias.Além disso,deram-me uma espécie de bata de cirurgia,azul clara,que apertava nas costas e me cobria desde o cimo do pescoço até aos joelhos.

Minha mulher não teve direito a qualquer acessório semelhante.

Acompanhou a nossa visita um jovem que falava castelhano e que se pôs à nossa disposição para responder a qualquer pergunta ou dúvida que tivéssemos.

Gostámos muito da visita,tirámos uma fotografia e reparei que,ao todo,só vi 4 pessoas com uma bata semelhante à minha.

Quando saímos,após os agradecimentos da praxe,perguntei qual a razão da minha bata.

Então o jovem explicou-me:eu trazia um fio ao pescoço,com uma cruz.

Se eu a tapasse,os ortodoxos não ficavam ofendidos...

Pelos vistos,todas as religiões podem praticar o bom senso.

Era óbvio que eu levava um fio com uma cruz sem querer ofender ninguém.

Para eles seria desrespeitarem-me se me dissessem para tirar o fio e a cruz...

Assim,diplomàticamente e com carradas de bom senso,nem sequer se pensou que pudesse haver qualquer problema.

Comentários?

AGOSTO(tempo de solidão)


Já há uma semana que não dava notícias do meu amigo.

Mas eu tinha dito que,esta semana,vinha a "escrava Isaura" e as coisas iam correr melhor.

E assim foi.

A "Isaura" chegou e a primeira coisa que fez foi dar comida aos cães abandonados.Até teve sorte,nos primeiros minutos.Já só estavam dois ou três...

Mudou a estação de rádio do meu amigo,mas continuou a dar-lhe música!

Meteu música portuguesa dos anos 60...

E lá ficou o meu amigo,debaixo do caramanchão,com um copinho de Quinta da Pacheca(1991),mais um bocadinho de requeijão de Carragozela e de "broa" de Seia que a "Isaura" tinha trazido.

E lá esteve,comendo e bebendo,com a música de Carlos Paredes...

Os "abandonados" juntaram-se para a festa.

Aos dois ou tres,juntaram-se mais meia dúzia que obedeciam a um cão velho mas que os tinha conduzido a um abrigo seguro.

Foram premiados com uns ossitos de assuã que ainda por lá havia.

Foi uma grande festa.

O meu amigo está cada vez mais novo e,segundo as previsões,lá para Outubro já regressa à vida normal...

Aos "abandonados",de contentes,só lhes faltou partilharem de um bom charuto.

A "Isaura",malas feitas e casa arrumada,meteu o meu amigo dentro do RangeRover e lá foram para a moradia da praia.

Uma "associação" ficou a tratar dos "abandonados".

Os que partiram,para outros países,também estão a ser bem tratados:até tem direito a cama e mantas...

Há sempre uma "associação" para tratar deles e viver à custa deles.

Como vêem é uma história com final feliz e dentro da "solidariedade" legal.

Acreditem!

É como acertar no Euromilhões!

domingo, 12 de agosto de 2007

MIGUEL TORGA


O meu amigo António Dias,juntamente com as fotos ao Monumento a Torga diz:"Coisa linda para um HOMEM SIMPLES".

Lembremos algumas palavras de Miguel Torga,na sua Introdução aos NOVOS CONTOS DA MONTANHA(S.Martinho de Anta,setembro de 1945):

"...Na tua ideia,o que escrevo,como por exemplo estas histórias,é para te regalar e,se possível fôr,comover.Mas quero que saibas que ousei partir dêsse regalo e dessa comoção para te responsabilizar na salvação da casa que,por arder,te deslumbra os sentidos."

Vergonhosamente o Governo esteve ausente desta homenagem.

Não nos esqueceremos.

sábado, 11 de agosto de 2007

OS AUTARCAS DO ÁRCTICO


Ao cimo da terra andam a faltar terrenos para "urbanizar",para instalar indústrias,para explorar riquezas.

Os que arriscam ficam com demasiada visibilidade,pois os crimes ambientais são um alvo fácil e denunciados por qualquer cidadão.

Uma câmara digital ou um simples telemóvel,denunciam em tempo real o crime,mesmo que não chegue para identificar os criminosos.

Mas os cidadãos de todo o mundo,cada vez mais,estão sensibilizados para a defesa do ambiente.

Então alguns presidentes de câmara,tentando fugir a possíveis denúncias,estão em guerra total pela "urbanização" dos fundos do Árctico.

Mesmo que isso signifique um acelarar na destruição do planeta.

A vida incomoda-os!

O que estão a fazer é um autêntico acto terrorista!

Há que travá-los,em nome da VIDA!

J.W.GOETHE


Aqueles homens são loucos,dizeis vós dos oradores violentos
Que em França ouvimos gritar nas ruas e praças.
Loucos me parecem também;mas um louco,livre,dirá
Sábias sentenças,quando,ai!no escravo a sabedoria cala!
(Goethe 1749-1832 tradução de Paulo Quintela)

quinta-feira, 9 de agosto de 2007

AGOSTO(tempo de abandono)


Há animais abandonados,pelos seus "donos",no pico do Inverno...
Em Agosto,além dos animais também há pessoas que ficam ao abandono!

Hoje fui visitar um amigo que,supostamente,eu pensava fora da cidade.
Quando cheguei da Póvoa de Varzim tinha um envelope,na caixa de correio,proveniente desse meu amigo.
Desde há muitos anos que o conheço;é a primeira vez que passa o mês de Agosto em Coimbra,até porque possui uma óptima moradia,aqui perto,com pinhal e praia.É lá,que desde há décadas,recebe os seus amigos em Agosto.
Em Abril surgiu-lhe um problema de saúde,próprio dos seus 70 anos,mas nada que o impedisse de ser,infelizmente,o único responsável pelos netos(13 e 15 anos).A filha faleceu há uns anos,em acidente de viação.Nessa altura,pelos motivos normais,já o genro tinha zarpado...
Problemas de sucessões e partilhas fizeram com que os filhos conhecessem o pai,durante 2 ou 3 dias.
Em Fevereiro deste ano o meu amigo reuniu,na sua casa de Coimbra,meia dúzia de amigos para assinalar uma data que lhe é querida.
Lá fomos para o salão do 1º andar,porque o local de convívio dele -
o quintal,jardim,garagem,sala,cozinha rústica,etc.etc.estavam ocupados pela família do genro,que ele não conhecia.
Essa nossa reunião de Fevereiro serviu,soubemos isso no momento,para o ajudar a correr com os "invasores".
A coisa até meteu polícia!
Mas com dinheiro,tribunais,escrituras,etc. ele lá resolveu a situação e em Abril já habitava a parte da casa que sempre habitou e de que mais gosta.
Ficou sempre com os netos a seu cargo e não se lamenta.
Surgiu-lhe o tal problema de saúde e passou a ter necessidade de alguns cuidados,bem como de ser transportado para fora de casa dado que o seu meio de transporte normal é uma cadeira de rodas.
Em Agosto,surgiu-lhe a situação nova e que ele,por inexperiência,não preveniu.
Os netos foram para férias(um para a Áustria e outro para Inglaterra);a Associação que lhe presta cuidados diários,passou a prestar cuidados só 2 vezes por semana;os cães ali da zona,como os donos estão para férias,passaram a pedir-lhe asilo;o meu amigo até já come uma coisa que sempre detestou:pizza!(sempre está ao alcance do telefone)!
A partir da próxima 2ªfeira já terá quem trate dele diàriamente.
Quando lá vou,pelo menos uma vez ao dia,lá está debaixo do caramanchão,com o rádio na Antena 2 e meia dúzia de cães abandonados por companhia.
Com um bocadinho de pão de centeio,um bocadinho de queijo e meio copo de bom vinho fica mais novo alguns 10 anos!
A partir de 2ª a "escrava Isaura" tratará dele.
AGOSTO - TEMPO DE ABANDONO

terça-feira, 7 de agosto de 2007

GÉMEOS DO MILÉNIO


(foto:Virgílio Rodrigues/Lusa)
Andamos a ser anestesiados com a doença dos gémeos!
Primeiro foi uma novela que fazia parar o país:a gémea rica e a gémea pobre.
A partir daí,até passou a haver um Dia dos Gémeos!
Começaram a proliferar as notícias sobre casais que,em vez do filho desejado,passaram a ter 3 ou 4 de uma vez!
Por todo o lado,tínhamos notícias sobre gémeos felizes!
Até dos gémeos que tomaram conta da Polónia!
Até que começou o novo negócio:
As desavenças entre gémeos,falsos ou verdadeiros!
Apareceram as gémeas Salgado!
Apareceram os "gémeos" Mendes e Menezes!
Apareceram os "gémeos" da Madeira!
Agora,finalmente,a grande luta deste Agosto:os "gémeos" da Opus Dei!
Quem vencerá?
O velho,com mais de 70 anos,e 5 filhos?
O mais novo,45 anos e 2 filhos?
Esta a grande luta deste Agosto!!!
A luta entre Menezes e Mendes,mais a das manas Salgado,mais as de outros "gémeos" ficam em banho-maria até Setembro!
Em Porto Santo,os "gémeos" da Madeira irão estudar o desenrolar das "novelas"...
E nós,burros,ficaremos em paz e vamos escoicinhando à vontade...

domingo, 5 de agosto de 2007

EUROPA


Tenho-me afirmado como europeu e tal continuo a ser.
Claro que,antes de mais,sou português com muito orgulho.
Nas questões europeias há algumas que continuam,para mim,incompreensíveis.
Uma é básica.
O respeito e aceitação da Declaração dos Direitos Humanos.
Portugal não foi aceite,e a meu ver muito bem,pela Comunidade Europeia por,durante décadas,desrespeitar e não aceitar tal Declaração.
Agora,reparo que os principais aliados da Europa não os praticam,não os respeitam,não os aceitam para si próprios mas impõem que outros os aceitem,em nome de uma civilização inexistente.
A Europa cala-se,aceita e até lhes pede ajuda!
Dentro da Europa Velha,há países que nunca aceitaram a Declaração para si próprios.
Alguns até praticam,com o aplauso generalizado,algum colonialismo sobre outros.
A Europa,estranhamente,tem em vigor políticas de exclusão.
A Declaração de Direitos Humanos deverá ser apenas um documento para estudo e devaneios de alguns intelectualóides que para aqui andam!
E a Europa é tão pequenina!!!