sábado, 30 de agosto de 2008

OS ÓCULOS DO POETA


O cara se aproximou da estátua e começou a desparafusar, puxar e bater para arrancar os óculos do poeta, quando ouviu um grito de dor. Ficou paralisado, olhando para o rosto de bronze sem acreditar no que ouvia. Até que conseguiu falar:

- O senhor disse alguma coisa?

E o poeta respondeu:

- Eu gritei porque estava doendo. Se você for mais jeitoso eu te ensino como tirar os meus óculos sem me machucar.

- Mas como, estátuas não sentem, não podem sentir nada, são de metal!

- Nem podem falar, mas eu falo. E sinto uma dor enorme quando não me tratam com o carinho que os poetas merecem. Pode levar os meus óculos, enxergo sem eles. Aproveite para dizer ao prefeito canastrão que não precisa me dar outro. É melhor distribuir a verba aos pobres ou colocar uns brinquedos para as crianças. Você nunca conversou com um poeta?

- Assim famoso como o senhor, nunca. Só com um porteiro ali da Constante, que faz uns forrós com sanfona e tudo. Ele diz que era poeta lá no norte e vendia livrinhos de cordel. Vivia bem, tinha bicicleta e uma rocinha. Mas de repente, o povo parou de comprar. Até os turistas num quiseram mais saber de cordel. Aí veio tentar a vida por aqui, não voltou mais. Mas o que é que eu estou fazendo? Falando com estátua! O que vão pensar? Vão me levar pro hospício! Se a copabacana passar agora por aqui eu to perdido!

- Fica tranqüilo, eles só passam quando não tem ninguém... São seis e cinco da matina, não é? Daqui a pouco vem um senhor que passa correndo e me cumprimenta. Passa tão concentrado no exercício que nem escuta minha resposta.

- E o senhor queria o que? Estátua não fala. NÃO FALA! N-ã-o-f-a-l-a!

- Eu vejo tudo o que acontece por aqui. Escuto os beijos dos namorados, os gritos dos assaltados, os palavrões dos motoristas. É como se eu trabalhasse o dia inteiro, 24 horas sem parar, que nem os relógios. E os poetas. Eu falo com todo mundo, mas ninguém escuta. Só os que vem pegar os meus óculos. Teve um que me disse que já tinha até uma encomenda num hotel. Traficante de óculos de poeta. Nova profissão... Você é novo na área...

- Não sou traficante de coisa nenhuma! Quero só levar de lembrança pra minha avó, que veio de Minas...

- Aquela senhora que sentou no meu colo ontem? Deixou meu rosto cheio de marcas de batom!

- Que história é essa, ô poeta? Que cara de pau! Quer dizer, de bronze! Olha o respeito com a minha vó! E vou logo tirando esse treco que daqui a pouco começa a encher de gente por aqui...

- Faz um favor pra mim? Faz um movimento para me virarem de frente pro mar. Já estou cansado de ver essa cidade sendo maltratada, esse povo sendo enganado, essas crianças exploradas nos sinais, as prostitutinhas mirins, os aprendizes de assaltantes... Queria ficar virado pro mar, já que não freqüentei muitos bares como o Pessoa...

- Fica quieto agora, se não, vai doer! Rapidinho eu tiro e vou embora. E pode deixar, eu vou procurar um vereador amigo meu que vai fazer uma lei prá virar você pro mar. Vai faturar uma graninha com a obra, ta precisando se reeleger... Ta querendo ver a mulherada de biquíni, não é? Fala sério!

- Não, só quero conversar com as sereias... Assoviar pros golfinhos... Ver chegar a estação dos navios gigantes... Passei a vida olhando a cidade fervendo, as pessoas correndo, o tempo voando. Agora não preciso mais observar as pessoas jogando sua vida fora. Quer saber de uma coisa, tira logo os meus óculos, mas com cuidado, por favor. Leve com um beijo pra sua avó mineira, feito eu. Meu corpo foi feito duas vezes com matéria prima de Minas Gerais. E quero viver a eternidade como todo mineiro: com saudade de sua terra, mas olhando pro mar!

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

UMA IRRESISTÍVEL VOCAÇÃO PARA A ALEGRIA


Como bom mineiro,sou carioca;como bom carioca,sou mineiro.De qualquer maneira que o diga,não importa a ordem,tenho absoluta isenção para ser um fanático pelo Rio de Janeiro,se o fanatismo pudesse ser isento.Aliás,não se conhece quem ame mais ou menos o Rio.Pode até não gostar,mas se gostar,adora,sem meio-termo.A poetisa americana Elizabeth Bishop,por exemplo,odiou quando em 1951 desceu aqui para uma rápida escala:"É tudo desleixado,corrompido.O Rio me deprime.Como é que eles conseguem viver aqui?".Foi ficando,ficando,ficou por quinze anos e acabou confessando que a cidade lhe salvou a vida.
A maioria dos forasteiros nem demorou a se apaixonar,o amor foi à primeira vista.Desde pequena,a cidade se acostumou a elogios.Era ainda uma criança quando um dos seus amantes,o todo-poderoso governador-geral Tomé de Sousa,escreveu:"Tudo é graça o que dela se pode dizer".Até os religiosos guardaram para ela olhares profanos."É a mais airosa e amena baía que há em todo o Brasil",suspirou o padre Anchieta,inteiramente catequizado pela beleza do lugar.Pouco depois,seu colega da Companhia de Jesus,o padre Fernão Cardim,sentiu quase o mesmo:"É coisa fermosíssima e a mais aprazível que há em todo o Brasil".
E tantos e tanto cantaram sua formosura que ela terminou por se tornar vaidosa e narcisista,reforçando sua auto-estima com os elogios alheios que aos poucos foi incorporando à sua natureza. A Cidade Maravilhosa cheia de encantos mil é o que é,mas também o que parece ser em prosa e verso,através do olhar da sedução e da linguagem da paixão.Não importa que o nome da cidade seja masculino;a ela se atribuem virtudes e vícios femininos,num processo de animismo que tenta transformar em gente esse animadíssimo ser inanimado.Diz-se que ela é voluptuosa,encantadora,luxuriante,sexy,atraente,sedutora.Fala-se de sua fauna e sua flora,de suas serras e enseadas,como se fala de um objeto de desejo.
A exemplo das curvas e linhas das mulheres cariocas,os acidentes físicos do Rio também estão carregados de sugestões eróticas.Há matas virgens,contornos sensuais,cavidades sinuosas.A baía não é apenas uma bela entrada geográfica,mas uma evocação metafórica de ventre e útero,convidando,com suas sendas,reentrâncias e depressões profundas,viajantes e peregrinos à penetração e ao gozo - todos os amantes a caminho da perdição dos sentidos."Esta bela mulher não precisa de jóias nem de seda;precisa,antes de tudo,de ser limpa.Para nossa vergonha e nossa tristeza,ela é,antes de tudo,suja",escreveu Rubem Braga,um dos seus mais ternos enamorados,num momento de irritação pela falta de asseio da amada - uma irritação,no entanto,passageira,coisas do amor.
Por fervor de seus amantes e por merecimento próprio,ela foi criada para ser musa.Solar,sensual e espetacular,sempre exibiu com raro despudor suas formas e cores.Fez graça para Debret,fez pose para Rugendas e se desmanchou diante das lentes de Augusto Stahl,Augusto Malta ou Marc Ferrez.Tentou a todos os que carregavam um cavalete ou um tripé,uma máquina ou uma câmera.Poucos espaços físicos exerceram tanto fascínio e excitaram tão ardentemente o olhar de pintores e cronistas,poetas e seresteiros,daqui e de fora.
Vinicius de Moraes dizia que ser carioca é um estado de espírito.Talvez seja mais,pois não se trata apenas de alma,mas de corpo e alma.Ama-se essa cidade com todos os sentidos,a começar pelos olhos.É toda sensorial.O primeiro alumbramento é evidentemente visual.E depois é também sonoro e tátil,sobretudo tátil,coisa de pele.Olha que coisa mais linda uma garota de Ipanema ou de Copacabana num doce balanço a caminho do mar.Ela vai se molhar e então se estender na areia para secar e dourar ainda mais o seu corpo dourado e quase nu.Essa relação com a água,com a areia e com o sol é um rito hedonista,quase erótico.
Segundo Tom Jobim,que deu som a tudo isso,herdamos dos nossos antepassados tamoios o gosto pela água,pelo mato,pela música e pela dança.Onde mais ele poderia ter nascido?Onde poderiam ter surgido a tanga e o fio-dental,senão no espaço ideal para a prática do "carpe diem"?Sentar-se numa cadeira de praia e observar o ritual dos novos tamoios brincando com o mar,ouvir as conversas dos jovens,ver os gestos,as aproximações,os namoros,os encontros e desencontros são só por si um divertido programa,barato e democrático.Mas existem outros.Ao contrário de Salvador,que é histórica (até o H da Bahia é do passado),o Rio é mais geográfico.O que tem de mais bonito não foi criado pelo homem.Seus lugares de passeio,suas atrações turísticas em geral fazem parte da natureza:Pão de Açúcar,Corcovado,as praias de Copacabana,Ipanema,Leblon,Aterro do Flamengo,Quinta da Boa Vista e Floresta da Tijuca.
É significativo que uma cidade maravilhosa,que gosta de misturar o sagrado e o profano,tenha como protetor o Cristo de braços abertos e como padroeiro são Sebastião crivado de flechas,um santo zen resistindo triunfalmente ao suplício.Os dois compõem um discurso visual que expressa dois estados comuns ao carioca:a generosidade proposta por um e a serenidade demonstrada pelo outro perante a adversidade.Eles têm de fato tudo a ver com essa terra ao mesmo tempo alegre e sofrida.Um é a instância máxima da redenção;o outro,mais próximo,serve de intercessor e exemplo,com seu jovem e belo corpo quase sempre despido,assim como costumam andar os cariocas.
Às vezes paraíso,às vezes inferno,mais provavelmente "purgatório da beleza e do caos",conforme cantou Fernanda Abreu,o Rio vive recorrendo a esses dois fortes protetores.Sem hipocrisia,expõe suas belezas com a mesma franqueza com que deixa ver suas chagas,disfarçando a dor e desdematrizando o sofrimento.Como sabem todos os seus cronistas,de ontem e de hoje,o Rio tem a alegria como sua irresistível vocação.

Texto de ZUENIR VENTURA (escritor e jornalista)

JOGOS OLÍMPICOS 2008: RESCALDO



Afinal havia mais medalhas...
O Presidente do COP exibiu a medalha de lata da cambalhota!

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

TABELINHA

Não sei se já coloquei essa tabelinha luso-brasileira no ar. Se coloquei, peço desculpas mas boto novamente. Se não botei, tá botada! E viva as línguas portuguesas!

O CAMPEÃO


Começa a sê-lo,antes de nascer...

SEGURANÇA COM PINÇAS


O Verão tem estado demasiado quente e os portugueses andaram com a cabeça ao sol...
Então não desataram a dizer que há falta de segurança?!
Que há assaltos violentos contra as pessoas,assaltos a bancos,a estações de serviço,a postos de correio...
Que há violência nas ruas,de dia e de noite...
Que não se vê polícia,a não ser para "multar" no trânsito...
Que os juízes soltam os criminosos...
Que não se pode saír à rua...
Claro que,tudo isto,faz parte de uma campanha montada contra o Governo.
Aliás,nem se deve falar no tema!
A direita exige a repressão feroz para tudo o que seja crime violento (o "colarinho branco" é socialmente aceite...) e a esquerda diz que a sociedade tem que mudar e que,entretanto,há que compreender os criminosos e as razões sociais que os levaram ao crime...
De qualquer modo,a segurança tem melhorado:
Em relação há semana anterior,diminuiram as agressões a polícias e juízes,os assaltos a mercearias e a alfaiatarias,a crianças e idosos,etc.
Aumentaram ligeiramente os assaltos a bancos,a estrangeiros,etc.
Diminuiram os hectares ardidos por suspeita de fogo posto.
Diminuiram os assaltos com explosivos.
Isto é: o saldo é positivo!
Nada que justifique qualquer alarme!
Há apenas aquele detalhe de saber quem é que manda em quem.Sim,a nível dos juízes,como veio dizer aquele senhor da Associação Sindical.
De resto,e para confirmar a situação de normalidade,nem o senhor do sindicato dos juízes nem o senhor observador do crime,quando falaram à televisão,estavam encapuzados!
No ranking do crime ainda estamos confortavelmente instalados,a meio da tabela...
Se calhar,o crime é inconstitucional!!!

domingo, 24 de agosto de 2008

MIGUEL ÂNGELO



Após uma estadia de dois anos nos Estados Unidos,ei-lo de regresso a Itália.
Vem um bocadinho mais desenvolvido...
Pelo menos,parece que não passou fome!

sábado, 23 de agosto de 2008

FOME DE MEDALHA


Não adianta, por mais crítico que eu seja com relação ao comportamento marrento dos técnicos e atletas nacionais, mesmo torcendo pelos adversários em algumas ocasiões, não consigo reprimir a emoção em momentos como esse de hoje, com as meninas do volei chegando ao mais alto posto desse esporte no mundo, uma conquista inédita para nós. Merecem matar a fome!

COIMBRA : IGREJA DE SANTA CRUZ


Um pormenor,captado pela objectiva de António Dias.

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

TRAGÉDIA EM MADRID


Esta tarde no Aeroporto de Barajas,Madrid,o voo da Spanair JK5022,não chegou ao destino.
Após a descolagem.rebentou um motor do avião.
No Aeroporto da Gran Canaria,familiares e amigos dos passageiros,ainda não sabem bem o que aconteceu.
Sabe-se que,das 175 pessoas a bordo,morreram mais que 100.

MEDALHA DE ...

Acho que não vou ler não...
Acabo de assistir à
VIAGEM
DO BURRO,
de Porto Alegre a Pequim!!!

A VIAGEM DO ELEFANTE


José Saramago terminou o seu livro.
Trata da viagem do elefante Salomão,de Lisboa a Viena,no Séc. XVI.
Resta-nos esperar para ler.
Fotografia de Martinez de Cripán/EFE

terça-feira, 19 de agosto de 2008

ESCAMBO!


Felizmente,não pára!
Hoje é no Salotto.
Pode levar as crianças!
Táxi fácil depois do show!
Carrocinha de churros na porta!
Qualidade mais que comprovada.
Rua Senador Corrêa,10 - Laranjeiras
Pode dizer que vai da minha parte!

ENCANTADOR DE SERPENTES


O técnico que nos está a faltar...
Fotografia de Jayanta Shaw/Reuters

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

O BUDA SEDUTOR



Dorival Caymii deve a su existência a um elevador.Não a um elevador qualquer mas ao elevador Lacerda,ainda hoje símbolo da Bahia.Porquê?Porque a necessidade de operários especializados para construi-lo,levou o Brasil a abrir as portas aduaneiras a mais uma leva de italianos,atraídos pelo Novo Mundo.Entre eles vinha Enrico Balbino Caimi,que à chegada se casou com Maria da Glória,uma portuguesa.Dorival ainda vinha longe,tal como vinham longe as suas canções e a lenda que havia de fazer dele um dos patriarcas baianos mais célebres.Mas Enrico e Maria já "eram" os seus bisavós.
Caimi,de início,não Caymmi.Conta a neta de Dorival,Stella,no livro que escreveu sobre o avô ("O Mar e o Tempo",Editora 34,SP,2001),que a mudança de grafia pode dever-se a um funcionário aduaneiro mais dado a estrangeirismos.Mas o apelido ficou,daí em diante.Em 1909 Durval (neto de Enrico) e Aurelina casaram.Os seus dois primeiros filhos morreram à nascença,asfixiados pelo cordão umbilical.Durval,desgostoso,prometeu a Deus baptizar os seguintes com nomes começados por D.Assim nasceram Deraldo(1912),Dorival(1914),Dinah(1916) e Dinahir(1919).Durval cumpriu a promessa e Deus não o contrariou:todos viveram.
Dorival Caymmi,nascido às 22h50 do dia 30 de Abril de 1914 (de "côr mestiça",diz a certidão),foi criado entre mulheres,"ex-escravas ou filhas delas",a quem ele ouvia falar "entre o português e o iorubá,o nagô".Nelas se inspirou,depois,como na vida dos seus próximos,para criar canções."Adalgisa" foi a sua primeira professora.E "João Valentão" foi inspirado no pescador Chico Carapeba.Levou nove anos a juntar-lhe este verso: "E assim adormece este homem/que nunca precisa dormir pra sonhar".
Dorival precisava de dormir,sempre precisou,mas também sonhava acordado.Um tio do lado materno inundou-o de literatura(José de Alencar,Machado de Assis,Alexandre Herculano,Eça de Queiroz).O pai lia-lhes a Bíblia.
Da casa dos avós,namorava o mar.
Tudo isso misturado levou-o a tentar tocar o violão do pai (que tocava,também piano e bandolim),apesar das proibições.A coragem compensou-o:o pai acabou por ensiná-lo a tocar.Mas Dorival já queria seguir noutras direcções.
Quando fez a toada "No sertão",a primeira composição da sua vida,começava a desviar-se dos rumos habituais do samba.
Ao falar da bossa nova,no livro "Verdade Tropical"(Ed.Companhia das Letras,SP,1997),Caetano Veloso diz que "o grande esforço de modernização de João(Gilberto) se apoiou na modernização sem esforço de Caymmi".Resultado:"Rosa Morena foi por ele eleita como tema para a construção do estilo que veio a se chamar de bossa nova".
Caymmi inspirador da bossa?
É verdade que ele foi amigo próximo de Vinicius,Jobim e contemporâneos,enquanto era idolatrado pela geração baiana mais nova(Caetano,Gil,Bethânia,Gal),mas o estilo que Dorival Caymmi foi construindo era dele só.Chico Buarque,no primeiro dos 12 DVD feitos sobre a sua obra,diz:"Caymmi para mim é um caso à parte na música brasileira.Tenho uma admiração profunda por ele.Ele é de tal modo despojado que é difícil imitá-lo,copiá-lo,fazer uma música "a la" Caymmi."
Mas no dia em que o convidaram para cantar no Rádio Clube da Bahia,em 1935,ainda estava longe dessa consagração.Apenas a sua voz quente e sedutora se erguia acima dos sons habituais,atraindo atenções.Os seus conhecimentos culturais,antes disso,foram enriquecendo:à literatura juntou o cinema ("tive a melhor colecção de Rodolfo Valentino num caderno inteiro"),a música erudita (Debussy,Ravel,Bach),o jazz.
Quando se mudou para o Rio de Janeiro,já trabalhara num jornal("O Imparcial",da Bahia,que fechou em 1929),já tocava violão,compunha e cantava na rádio.
Cumprido o serviço militar,Dorival viu-se sem emprego na Bahia.Chegou a fazer um curso de escrivão mas o lugar não chegava.Então meteu-se num barco de passageiros(um "Ita",ou "Itapé")e rumou ao Rio.
Embarcou no dia 1 de Abril de 1938 e chegou no dia 4.Nessa altura com 24 anos,Dorival era um jovem com ar galanteador que caía sem grandes truques nas boas graças das mulheres.E ele fazia por isso,claro.Brejeiro,viria a dizer mais tarde,em entrevistas:"Gosto tanto de mulher,que quando nasci olhei para trás."
Nessa altura,porém,era tempo de olhar para a frente,num Rio mal refeito do golpe de Getúlio Vargas.Dorival andava pela rádio,a ouvir novidades,até que o empurraram para a Rádio Tupi quando ele tentava arranjar emprego na revista "Cruzeiro".Na rádio propuseram-lhe tocar duas vezes por semana,com estreia marcada para 24 de Junho.Começou a ser um sucesso.Até nas páginas do ressuscitado "O Imparcial",onde ele trabalhara,surgia um artigo com uma foto sua:"Senhor de uma voz belíssima".
Mas o verdadeiro sucesso foi Carmen Miranda quem lho deu.
A história conta-a Ruy Castro no livro "Carmen"(Ed.Palavra,2007):A rodagem do filme "Banana da Terra" estava parada porque uma das canções,de Ary Barroso,era cara de mais.E Ary não baixava o preço.Um dos envolvidos no filme ouvira Caymmi cantar na rádio "O que é que a baiana tem?" e propôs comprar-lhe a canção.Convenceram-no então a gravar a sua voz,sob a promessa de que lha devolveriam em disco,mas enviaram a gravação a Carmen.
À primeira ela não gostou,mas quis ouvir Dorival ao vivo,em sua casa.E ele foi.E a canção foi imortalizada no filme,ao estilo de Carmen,com Caymmi dentro.
Na Rádio Tupi mudou,também,de vida:foi aí que conheceu e casou,em 1939,com a cantora Stella Maris.Juntos tiveram três filhos,hoje todos eles músicos:Nana,Dori e Danilo Caymmi.
Em 94 anos de vida,Dorival gravou dezena e meia de discos e compôs 120 canções.
"Rosa morena","O mar","Samba da minha terra","Acalanto","É doce morrer no mar","Marancangalha","Marina","Modinha para Gabriela","Doralice","A vizinha do lado"Acalanto ou Você já foi a Bahia?" são algumas das mais célebres.
Jorge Amado descreveu-o como "o intérprete da vida popular,o bardo cantor das graças,do drama e do mistério da terra e do homem baiano". E o poeta e antropólogo António Risério,escreveu que "Caymmi é nativo e contemporâneo",no seu ensaio "Caymmi:uma utopia de lugar"(Ed.Perspectiva,SP,1993). Caymmi,escreveu ele,"traz para o samba da Bahia a dissonância e outras conquistas do impressionismo europeu.Mas o que se impõe,sobretudo,é o seu poder de sedução".Esse poder de sedução foi o que,ao longo de uma vida longa,lhe valeu na vida,na música e noutras artes que abraçou,como a pintura (é autor de muitos quadros,alguns deles auto-retratos).
Nas últimas décadas de vida,Dorival foi alvo de muitas homenagens e distinções.Em 1991,Gilberto Gil compôs uma canção inspirada nele,"Buda Nagô"."Dorival é ímpar/Dorival é par/Dorival é terra/Dorival é mar".Stefan Zweig,que Dorival lia,escreveu que a atitude da cidade de Salvador da Bahia,antes do choque do progresso,era a de "uma rainha viúva grandiosa como as das peças de Shakespeare".
Foi essa Bahia que Dorival amou e cantou,até que seu coração se deteve,a 16 de Agosto de 2008.Não resistiu a uma insuficiência renal que o mantinha em casa,acamado,sob vigilância médica.A Bahia tem,agora,mais uma razão para acentuar a sua majestosa viuvez.
Texto de Nuno Pacheco,no Público de hoje.

OLIMPÍADAS DO CÁUCASO


Outro bom texto de Sérgio Ferreira Borges,publicado no Diário de Coimbra de ontem.
É de ler,com atenção.
As análises que tem feito têm sido muito boas e as conclusões(previsões) têm batido certo.
Há poucos jornalistas que arrisquem tanto...

domingo, 17 de agosto de 2008

FRANCIS OBIKWELU


Ganhou a medalha de ouro,do coração dos portugueses.
Depois de tudo o que tem feito,com a camisola de Portugal,vem pedir desculpas aos portugueses,porque lhe pagam o seu trabalho,por ter sido eliminado nas meias finais dos 100 m.
Não se desculpou com árbitros,com amores antigos,com o stress da "máquina",com esses "choradinhos" que nos deixam à beira de um ataque de nervos.
Não.Ele foi eliminado,porque os outros foram mais rápidos.
Por esta razão simples,ele pede simplesmente desculpas.
Para atletas destes,os portugueses não se importarão de continuar a pagar.
Infelizmente,há muito poucos que tenham a estatura de Francis!
Por mim e por aquilo que tenho lido e ouvido,já ganhou o nosso coração.
Esta a medalha que lhe podemos atribuir,agradecendo tudo o que tem feito em nosso nome.
Já agora,com mais um esforço,que vá aos 200 m.!
Mesmo que perca a corrida,não perde a nossa medalha.

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

MILIONÁRIOS PORTUGUESES ESTÃO MENOS RICOS


Garanto que o robalo ficou muito bom.
Acompanhei com um "Duas Quintas".
Fui até ao barracão da praia,tomar o meu café de saco e,por lá,ainda havia uma garrafa de Curvoisier.
Sentei-me,preguiçoso,com o cognac e um MonteChristo e deixei-me ficar,como pairando...
O sol estava agradável.
Comecei a abrir os olhos e notei que o povo estava acabrunhado...
Não entendia as razões:estava sol,a nortada suportava-se,o mar já estava sem salmonelas...
O grande problema era outro:os milionários portugueses estão menos ricos!
Isto,sim.
Pode ser um desastre nacional...
Só pode ter sido mais uma "argolada" do Sócrates!
Amanhã,durante a procissão,ainda veremos pagadores de promessas,arrastando-se pelo chão,para que os nossos milionários voltem a ser o que eram!!!
Sem medalhas olímpicas,sem dinheiro,sem futebol,com a televisão a dar "repetidos",o povo sofre com os milionários...
E pronto.
Esgotou-se o "balão".
Vou até casa,que o vento está a ficar frio e ainda tenho que preparar a salada russa,para acompanhar o marisco.
Fiquem com Deus!

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

FÉRIAS:AVENTURA


As minhas meninas estavam preocupadas.
Hoje,quarta-feira,lembraram-se que na próxima 6ª é feriado e há procissão.
Quer dizer:cortes de trânsito,horários de restaurante mais apertados,mercado fechado,etc.
Armei-me em herói e disse-lhes,esta manhã,que não se preocupassem que eu próprio trataria das refeições em casa,até sábado.
Ficaram um bocado desconfiadas,mas nada disseram.
Saí de casa e,poucos minutos depois,já o mestre Xavier estava a entregar um robalo com um rabo ainda a "espadeirar",uns camarõezitos e uns carangueijos ainda vivos!
Depois,aparecei eu com umas chouriças alentejanas,uma farinheira e um belíssimo queijo de Serpa.
Aí,as meninas viram que a "coisa" era séria.
Estive a preparar os mariscos,ainda vivos coitados,a amanhar o robalo e a temperá-lo.
Depois de marinar,amanhã é só metê-lo no forno...
A mariscada também ficou para amanhã:os camarões e os carangueijos,depois de cozidos estão com um cheirinho e um aspecto óptimo!
As carnes e enchidos,guardei para o almoço de 6ª feira.
Mas,as meninas não me deixaram só a trabalhar:hoje,ao jantar,deram-me um frango de campo de cabidela,com uma garrafa de tinto "Periquita" e broa de milho!!!
Estou que nem um rei,com um Jameson para rebater...
Por isso,gosto dessa coisa de "Férias:Aventura"!!!
À vossa!
Pintura Silva Porto,1891

terça-feira, 12 de agosto de 2008

EXTREMA - DIREITA PRAGMÁTICA!


Lembram-se do senhor Le Pen??!!
Pois o dito senhor perdeu as eleições presidenciais francesas,em 2002.
Se as ganhasse,seria escandaloso!
Mas,com o slogan " a França para os franceses",ia ganhando...
O que é certo é que perdeu e o seu partido,financeiramente,"faliu"!
Le Pen confirmou à "L'Express" a venda da sede da Frente Nacional.
Agora,é propriedade de chineses de Xangai e,sem números confirmados,o negócio terá rendido entre os 15 e os 20 milhões de euros.
Portanto,já sabem:
a sede da Frente Nacional Francesa,é chinesa!!!
O "nacional"-"socialismo" real,em nome do pragmatismo.

OLIMPÍADAS DO CÁUCASO


Em Gori,Geórgia,os Jogos são outros...

Fotografia de Gleb Garanich/Reuters

sábado, 9 de agosto de 2008

O EURO E A BRUXA


Finalmente,talvez por causa dos Jogos Olímpicos,conjugaram-se os factores (de acordo com o que nos tem sido explicado) para podermos ter uma vida um bocadinho menos apertada!
Caíu o euro e caíu o petróleo...
É desta vez,finalmente,que o dinheiro me vai chegar até ao fim do mês!!!
Se não for verdade,se o dinheiro não chegar,se a gasolina não baixar...
Se o pão não baixar,se os transportes não baixarem...
Se os medicamentos não baixarem...
Etc.Etc.Etc.
Nunca mais acredito na bruxa do Banco de Portugal!

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

XENOFOBIA


Aqui está uma palavrinha que,pelos "bem-pensantes",anda a ser abastardada.
Sempre que há um crime,passou a ser relevante a cor,a religião ou a nacionalidade do criminoso.
A partir daí,fazem análises que abrangem toda aquela comunidade.
Crimes,são sempre crimes.
Tratá-lo da forma cínica e hipócrita que tem sido habitual,é uma mentira.
Uma mentira tão grande como a que assistimos,hoje,em Pequim.
Uns senhores que,na sua pátria,defendem intransigentemente a pena de morte vão exigir que a China,para ser democrática,acabe com ela.
Será que daí eu possa concluir que todos os naturais,da tal pátria dos senhores,são a favor da pena de morte??!!
Será que eu posso concluir que todos os chineses são a favor da pena de morte??!!
Será que,cínica e hipocritamente,eu vou ignorar que há negros e ciganos??!!
Todos os árabes são terroristas??!!
Todos os brancos,cristãos,são puros???!!!
A lenga-lenga,por nacionalidades,nunca mais acabava...
Quem coloca a tónica na xenofobia é que,na verdade,é xenófobo!
Um crime é sempre um crime.
Um criminoso é sempre um criminoso.
Pela defesa dos direitos humanos,há sempre que combater o crime!
Ponto.

BRIOSA!!!



A minha Académica fez,a noite passada,a apresentação aos sócios.
Contra o Espanhol de Barcelona,com o avançado que o Benfica pretende e tudo...
O resultado ( 1 - 1) não foi brilhante...
Com muita paciência,há muito trabalho a fazer.
Acredito que,esta época,as coisas corram com menos sustos...
BRIIOOOOSAAAAA!!!!!!!

JOGOS OLÍMPICOS 2008


Aí está a nossa representação.
Força,pessoal!!!!

PLANETAS ALINHADOS


Com o desalinhamento que anda por aí...
Alinhados??!!
Só os planetas!
Esta noite,não perca!
Verá num alinhamento,quase militar,o "alinhamento" de Mercúrio,Vénus,Saturno e Marte.
Não perca!

quinta-feira, 7 de agosto de 2008

LEGISLAÇÃO LABORAL : PAGAMENTO EM ESPÉCIE





O senhor Antunes,há cerca de um mês acompanhado por psicólogos e psiquiatras,apareceu hoje como novo!
Os tempos em que ele só pensava no suicídio,já lá vão...
É uma história curiosa!
O senhor Antunes trabalha,há mais de 30 anos,numa fábrica de louças sanitárias.
Em Abril,ele e os outros trabalhadores,deixou de receber salário.
Fez das tripas coração e lá se foi aguentando...
Em Junho,o patrão resolveu fazer as contas.
O patrão,senhor Ferreira,sempre foi uma pessoa de bem e,ele próprio,dormia mal e sempre com o mesmo pesadelo:17 trabalhadores sem salário!
Então o senhor Antunes,à sua parte,foi pago com 12 banheiras,33 bidés,14 toalheiros de cerâmica,126 saboneteiras e 260 euros em dinheiro.
Ficavam assim pagos os atrasados,à excepção do subsídio de férias...
Levou 11 sanitas,por conta!
Os problemas começaram quando o Banco não aceitou as banheiras,como forma de pagamento da prestação da casa...
Começou por resolver o problema da mobília do quarto das miudas:com uma estrutura de ferro,montou as banheiras em forma de beliche e as miudas passaram a ter cama nova...
Mas a mercearia e a farmácia,também não aceitavam bidés como forma de pagamento!
O senhor Antunes só pensava em suicídio!
Valeu-lhe um genro que tem uma empresa de materiais de construção em Angola.
O senhor Antunes,despachou a mercadoria e já comprou a fábrica!!!
Passou a exportador de referência!
No mês de Outubro,já com cara lavada,a nova empresa será inaugurada pelo Ministro do Trabalho e será apontada como exemplo de êxito da nova política de "pagamento em espécie"...
O senhor Antunes hoje,com o café até tomou uma Macieira!!!

RIO DE JANEIRO : ESCAMBO




Você que está aí,não esqueça que hoje é 5ª feira!
Dia de fazer a sua reserva no Asdrubal's!
Se não levantar o rabo do sofá,vai perder a oportunidade da sua vida:ter ao vivo o ESCAMBO!!!
Dentro de pouco tempo,em vez da meia dúzia de reais,irá ter que pagar uns milhões...
O meu amigo António Dias,já que não pode estar presente,envia-lhe umas flores.
Por mim,por enquanto,vou tendo a sorte de ouvir algumas músicas.
Se estivesse no Rio,eu não perdia!

quarta-feira, 6 de agosto de 2008