terça-feira, 1 de março de 2011

PALEIO DE MERDA

Muito raramente,neste espaço,abordo o tema do futebol clubístico.Tal como o da política partidária ou o da religião.
Sempre assumi que só tenho um clube que,por sinal,há muito que não ganha títulos e faz um grande esforço para se manter entre os maiores.
Para mim,é o maior clube do mundo e representa uma forma de estar na vida.
É a minha Briosa,Associação Académica de Coimbra.
Hoje tive o azar de assistir a um programa de televisão em que um fala-barato,representante do maior clube português,mentiu descaradamente pela enésima vez!
Queixou-se da arbitragem,da perseguição ao seu clube e deu como exemplo o primeiro jogo da época:
Benfica - Académica.
O senhor referiu-o como um "roubo de igreja"...
Aldrabão!
Porque não assume que o Benfica começou a época mal preparado e com a convicção que lhe bastava passear as camisolas?!
Porque não refere que prescindiu do guarda-redes que foi importante para o título e foi buscar um,de qualidade duvidosa,por muitos milhões que lhe pesavam de tal forma que o coitado demorou muitas semanas até reaprender o estranho ofício de defender uma baliza?!
Porque não diz que David Luís,um dos seus mais importantes defesas,devia ter sido expulso quase no princípio do jogo?!
Porque não diz que a Académica,com muita sorte,conseguiu ganhar na Luz por uma razão mais que evidente:a Académica jogou mal,mas o Benfica conseguiu jogar pior!!!
Um campeão deve assumir as suas fraquezas e não atirar as culpas para cima dos outros.
Nem em Noite de Gala.

 

2 comentários:

Dom Rafael "O Castelão" disse...

Eu raramente ouço esse programa, pois só falam dos chamados Grandes, onde o que discutem é o que cada um foi mais vezes robado!
Passo por lá muito a fugir, porque a conversa enoja-me(é o termo)
Então o actual representante do Benfica nesse programa, nem falar sabe e normalmente só diz asneiras!
Já era assim quando se dedicava mais à Politica!
Viva a Briosa!

JR disse...

Estou solidário com AMINHAPELE.Eu, já não tenho pachorra para ouvir esse lampião.
JR