sexta-feira, 29 de junho de 2007

CALOUSTE GULBENKIAN


Temos prestado inúmeras homenagens.

Temos recordado os grandes vultos que passaram por Portugal.

Até temos feito "portugueses" alguns que se recusaram a sê-lo.

Num tempo em que a "cultura" anda pelas ruas da amargura,convem lembrar um Homem que há mais de meio século se radicou em Portugal,aqui fez a sua obra e aqui deixou a sua fortuna.

Foi só o responsável por tudo o que foi feito na pintura,na escultura,na música,na ópera,no bailado,na formação cultural de jovens e adultos portugueses.

Sem ele,talvez que as verdadeiras elites culturais que existem no país fossem hoje um número muito mais reduzido.

Desde os anos 60 que ainda está para aparecer alguém comparável a C.Gulbenkian,que trate da Cultura em Portugal.

Sejamos gratos e prestemos-lhe a homenagem que lhe é devida.

À Cultura o que é da Cultura!

3 comentários:

moitacarrasco disse...

Justo, mais que merecido preito.

Hoje, a propósito desse bluf de "mecenas" que é o Joe da êlha, aludi, en passant (apontando o seu exemplo) o arménio que "elevou" Portugal...

al cardoso disse...

Mais que merecida essa homenagem embora que postuma!

Menina_marota disse...

Mais que justa e merecida!

Grata por assim partilhares.

Um abraço ;))