domingo, 18 de novembro de 2007

A ESCOLA DE SACAVÉM ESTÁ MELHOR.JÁ NÃO EXPLODEM PETARDOS




Retirei este título do Expresso,que em duas páginas com o título ESCOLAS DE RISCO AUMENTAM desenvolve um bom trabalho de Rosa Pedroso Lima e Valentina Marcelino.


Quem não o fez,que faça a leitura.


Para mim,este título tem um significado mais abrangente:


Quando qualquer "mau" pára,para tomar uma bica,há uma contabilização positiva para o poder instalado.


Há muitos anos que,este governo e os anteriores,dão prioridade ao Ensino e à Educação.


Este título demonstra que as sucessivas políticas têm falhado!


Talvez porque,na realidade,nunca houve uma POLÍTICA.


Tem havido dezenas de experiências,a que nunca dão tempo de ver o resultado...


Então,o RESULTADO da inépcia dos sucessivos governantes é este!


Quando vier um título "A ESCOLA DE SACAVÉM FOI PELOS ARES!!!"


serão criadas dezenas de Comissões de Análise,Inquérito,etc. etc. que deixarão tudo na mesma.


Na estatística,o que vai contar mesmo,a Escola de Sacavém tem menos um "alfinete preto"!


Conclusão:naquela escola tudo melhorou 35%.


Quando um semanário de referência,como o EXPRESSO,gasta duas páginas com este tema,isso deveria soar como um alerta para o Governo!


Nunca para uma melhoria nas estatísticas!


Se o Governo não entender isso,muito menos entenderá no dia em que S. não tirar o boné para falar com o director...


Os governantes têm saber que "melhorias" destas só são noticiadas no Terceiro Mundo!

2 comentários:

moitacarrasco disse...

Esta semana - intencionalmente - não comprei o Expresso.
Estou a ficar um bocado farto.
(O Sol, então, esse nunca o vi. Melhor vi uma vez ou duas, mas nunca comprei).

Mas entendo.

Um think tank acerca da política da Educação, como sobre qualquer outra área (até sobre a actuação política em geral), é evidente que tem de ser feito de uma forma muito abrangente, de onde sairão coordenadores para os vários sectores dessa área. As alterações que parecerão parcelares não o são efectivamente.

O que os governos desde 1980 para cá têm feito é exactamente alterações pontuais, experiências (muitas) parcelares - que nunca conduzirão a nada, a não ser a alimentar o ego de alguns "iluminados".

Visão política global ainda nenhum governo foi capaz de a ter.

al cardoso disse...

Mas quem e que pode ensinar, a quem pensa que ja sabe tudo!!!

Um abraco do d'Algodres.