sábado, 27 de setembro de 2008

COISAS DO MERCADO


Aqui tudo vira mercado: a fé, a medicina, a política,
a cultura, a ciência, a ética, a miséria e a morte.

2 comentários:

Lilás/Beth disse...

Caro Rui e amigos,

Gostaria de apresentar-lhes um blog de uma amiga de Cabo Verde, que morou em Lisboa e é apaixonada por esta terra.
Ela sempre coloca coisas interessantes em seu blog sobre Portugal. Dê lá uma olhada:

http://www.mares-de-saudade.com/

tenham um bom final de semana

Gerson Deslandes disse...

Revendo a postagem fiquei achando que ela merecia melhor sorte, quer dizer, um texto mais reflexivo. Eu já conhecia esse filme há tempos, não o tinha guardado porque não colaborava em bogs ainda. Mas ele é cheio de detalhes que o tornam merecedor de um Oscar de Humor Negro da Publicidade. Atrás do vendedor é que acontecem as cenas que objetivam tornar o filme o mais natural possível e o transformam nesse primor de mau gosto: uma cerimônia de sepultamento, onde só falta garçon, música ao vivo e um bom uísque. O cara vai falando e de repente passa um coveiro com a pá no ombro. Depois entram as mulatas sambando de biquini, cinta-liga, carnaval macabro. Só faltou uma discussão entre um anjinho e um diabinho prá levar a alma do futuro hóspede. É tanta maluquice que ficam no ar duas perguntas que não querem calar:
- Será que esse filme é mesmo sério, quer dizer, foi veiculado para fazer a propaganda do tal cemitério?
- Em caso afirmativo, vendeu muito?