quarta-feira, 30 de maio de 2007

O PAPAGAIO DA GREVE


Vi-o há pouco na SIC NOTÍCIAS.

O "outro" Sócrates.

Lá veio o senhor com o discurso dos números,das percentagens e da "transparência".

O senhor ou se faz desentendido,ou faz de nós tolos.

Ficou claro e transparente,desde a primeira hora,que a greve tinha objectivos políticos.Que é que isso pode ter de mal?!

A greve é mais um forte sinal de que o pessoal está farto de ser "desgovernado".

Isso tem que ter uma leitura política e não numérica.

Se interessam números,então toca a apresentá-los:

Quantos trabalhadores efectivos,do quadro da Administração Pública,existem?

Quantos trabalhadores com contratos a termo existem?

Quantos "nomeados" existem?

Quando do processamento de vencimentos,quantos efectivos tiveram o salário descontado por terem feito greve?

Quanto custa o "trabalho" dos "nomeados"?

Como tudo isso é sigiloso,sou levado a pensar que há mais "nomeados" do que trabalhadores...

O pessoal está farto daquela rotação do "centrão",em que a cada eleição corresponde a entrada de milhares de "nomeados" ou a saída com indemnizações escandalosas.

Estamos fartos de insultos e de pedidos de aperto de cinto só para nós.

Não confiamos em quem nos governa,nem em quem nos irá governar a seguir.

A dificuldade,para nós,está em ter uma alternativa dentro deste "sistema".

Mas como têm a mania da ética,os que nos governo devem saber ler e interpretar os sinais:os senhores não são só arguidos,já são acusados por todos nós que vos sustentam.

Se a falta de dinheiro,comecem pela auto-limpeza.

O exemplo vem de vós...

Não podem é chamar trapalhões aos outros.

5 comentários:

Anónimo disse...

Greve Geral (?) sem objectivos claros resulta sempre num fracasso.
Penso que não se deve criticar só o governo.
Como sempre quem paga a factura são os trabalhadores.Os trabalhadores da função pública contribuiram para a redução do déficit público.Nós, os outros, agradecemos.
Amanhã tudo volta à normalidade do costume.
Rocky

moitacarrasco disse...

Porra, qu'até fiquei mudo!

(Ó José! Olha qu'há muitos assim... Com esta gana toda... E mais... Põe-t'a pau, caraças!
Olha que quem t'avisa, teu adversário é, mas sensato! Os teus "amigos"?! Faz uma experiência: tira-lhes o tacho, depois conta quantos amigos te restam... Conta... se sobreviveres, claro!)
mc

Anónimo disse...

".....
Não sei por onde vou,
Não sei para onde vou
- Sei que não vou por aí!"-José Régio


Rocky

asn disse...

Eu também me insurgi contra a dita greve geral da AP. É que os trabalhadores do sector privado há uma data de anos que andam a marcar passo no que respeita a aumentos. Pelo contrário estão a levar porrada de criar bicho.
Aliás andam a levar porrada há muito tempo. E não podem piar muito se não!...
Gaita, esta troca de mimos não leva a lado nenhum. Devíamos estar todos do mesmo lado da barricada.
Não me parece haver grande vontade para que isso possa acontecer!

Kaos disse...

EhEhEh tivemos a mesma ideia