quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

A PROCESSIONÁRIA ATACA DE NOVO


(thaumetopoea pityocampa)

Há cerca de um ano fiz uma postagem sobre o mesmo assunto.

Socorrendo-me de elementos tirados do jornal CENTRO,vou tornar a referi-lo.

Por toda a Região Centro a processionária volta a atacar.

Trata-se da "lagarta do pinheiro",um insecto desfolhador de pinheiros e cedros.

Uma praga de difícil combate,que muitas vezes acaba por causar a morte das árvores onde se aloja.

Constitui também uma ameaça à saúde pública.

A lagarta tem o corpo revestido por uma enorme quantidade de pelos urticantes,que podem causar sérias alergias aos seres humanos(na pele,nos olhos,nas vias respiratórias)e mais gravemente aos animais domésticos,que podem morrer se não forem tratados de forma adequada e atempada.

O nome de "processionária" vem do facto de as lagartas,quando descem das árvores,o fazerem em fila indiana,parecendo uma procissão.

Esta circunstância invulgar leva a que desperte a atenção de seres humanos,sobretudo crianças,mas também de animais domésticos,especialmente cães e gatos.

Basta a aproximação para que as lagartas lancem os seus pêlos urticantes,cuja substância venenosa provoca as citadas alergias.

Estas lagartas possuem 8 receptáculos com cerca de 100.000 pêlos urticantes!Ao mover-se,a lagarta abre estes receptáculos libertando milhares desses pêlos e aumentando a possibilidade de intoxicação de um animal ou de uma pessoa que entre em contacto com eles.

Todo o cuidado é pouco.

Se acontecer,não hesite:médico ou veterinário urgentemente!

Esta advertência é séria,não se trata de qualquer ironia política.


1 comentário:

moitacarrasco disse...

"Não se trata de qualquer ironia política"...

Ironia política: procurei no dicionário, no motor de busca do sapo, na wikipédia, no google, no live search... Por tudo o que é sitio. Não encontrei resposta. (Mas tenho a impressão que foi coisa já utilizada noutros tempos...)
Ah! só me falta perguntar ao Nuno Rogeiro.