quinta-feira, 12 de junho de 2008

SE A MODA PEGA...

“Na Áustria, gol nos próximos jogos valerá cerveja de graça pelo resto da vida”

“...na tentativa de motivar o time, a cervejaria Ottakringer, localizada em um distrito da cidade de Viena, lançou uma promoção que fornecerá cerveja de graça por toda a vida para os jogadores que marcarem pelo menos um gol nos jogos contra Polônia, nesta quinta-feira, e Alemanha, na próxima segunda-feira”.

Ao ler essa notícia no Globo.com, quase pedi uma vaguinha no ataque do esquadrão austríaco. Mas, como já pendurei as chuteiras, ou melhor, os tênis Conga com que eu jogava minhas peladas no Alazão, o campo do Edifício dos Jornalistas, no Leblon, fiquei pensando se a moda pega no Brasil, com os presidentes ou dirigentes dos clubes oferecendo produtos ou serviços para os seus goleadores.

No Fluminense, o presidente é cardiologista e o clube é patrocinado por um plano de saúde. A prenda a ser prometida é internação na unidade coronariana pelo resto da vida. Com o atendimento da saúde pública é o que todos sabemos, até que não é de se jogar fora um prêmio desses. Certos hospitais particulares parecem mais hotéis de luxo, dá pra morar.

O presidente do Flamengo é dono de cartório. Imagino que o Obina ficaria muito contente em poder tirar certidões e reconhecer firmas de graça até ser expulso desse campo. Até a certidão de óbito sairia de graça, tornando o goleador xodó da torcida o primeiro cidadão a não dar despesa depois de bater as botas, ou melhor dizendo, as chuteiras.

Meus leitores vão perdoar a minha ignorância: eu não sei do que vive o presidente do Vasco da Gama. Sei que já foi deputado federal, mas não conseguiu reeleger-se no último pleito. Como a comunidade vascaína é conhecida por seu comércio de secos e molhados, espero que os artilheiros cruzmaltinos não enjoem de bacalhau, tremoços, barrigas de freira e outros quitutes lusitanos.

A situação mais complicada é, como sempre, a dos torcedores botafoguenses, ultimamente chegados a um chororô danado. Seu presidente é ex-técnico de voleibol e seu principal dirigente é dono de empresa de pesquisas de opinião pública. Entre umas cortadas no quengo ou ficar a vida inteira sabendo o que os outros pensam de você, é melhor escolher o fornecimento de lenços de papel...

3 comentários:

♥ღ♥ Joh ♥ღ♥ disse...

por cerveja d graça a vida toda, lutaria pra fazer um gol no time! ter nascido mulher não me impede d amar futebol, mas ter nascido perna-de-pau desse jeito realmente complica!
mas q eu lutaria pra fazer um gol, com certeza lutaria! heheehehe!

aminhapele disse...

Vencedor do prémio:
Ivo Vastic,38 anos,que jogou os últimos 20 minutos,marcou de penalty,empatando com a Polónia.
Tem cerveja para a reforma!

Anónimo disse...

Torcedor a sério, o Gerson. Não como eu, de vez muito, muito em quando e de sofá.
Danado, o cara!
Se ele jogou como escreve, foi campeoníssimo!
Gosto, de verdade.
Abraço ao meu "padrinho" co-marmitense
mc